Foto: FAB/Divulgação.

O Cabo Heitor Tider, veterano de 100 anos de idade, relembrou sua trajetória na Força Aérea Brasileira (FAB) e suas principais memórias da Guerra. O relato irá compor o livro de 80 anos do Comando Aéreo Sul (V COMAR), localizado em Canoas (RS). Com lucidez e bom humor, o militar condecorado pela FAB com a Medalha “Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura”, contou várias histórias de seu período na Guerra, de como se tornou auxiliar de Mecânico do 1º Grupo de Aviação de Caça (1° GAvCa) e de como foi parar no front de batalha, em Pisa, na Itália.

De acordo com o veterano, ele ingressou nas fileiras da Força Aérea aos 21 anos, em Porto Alegre, quando respondeu a um anúncio de jornal solicitando jovens para lutar na Guerra. “Eu me alistei escondido da minha mãe, pois se não teria muita choradeira, eu queria mesmo era ir para Guerra defender meu País”, relatou.

Cabo Heitor com a Medalha Nero Moura. FAB/Divulgação.

O Cabo reformado descreve-se como um autodidata com fome de conhecimento. “Eu era um cara metido mesmo, observava atentamente o trabalho do sargento na escola, me oferecia para fazer as coisas para ele, era um oferecido, eu lia todos os manuais nas horas vagas e à noite”, relembrou.

Por fim, o militar deixou uma mensagem de incentivo a todos. “O segredo para tudo na vida é muito simples: garra e determinação. Se quer fazer qualquer coisa, não pode no primeiro obstáculo recuar, tem que seguir em frente com garra e determinação”, disse.

Entre 1944 e 1945, a FAB esteve presente na Itália com duas unidades: a 1ª Esquadrilha de Ligação e Observação e o 1º Grupo de Aviação de Caça, o esquadrão Jambock, bastante conhecido pelo seu grito de guerra “Senta a Púa”. Os trabalhos da unidade de caça foram reconhecidos pelo Governo dos EUA através da Presidential Unit Citation, comenda que até hoje é simbolicamente carregada nos caças F-5EM Tiger II do esquadrão. As ações do grupo são celebradas anualmente pela FAB no dia 22 de Abril, o Dia da Aviação de Caça, bem como por cidadãos italianos. 

Caças P-47D Thunderbolt da Esquadrilha Azul do 1º Grupo de Aviação de Caça. Foto: FAB.

Via Força Aérea Brasileira

DEIXE UMA RESPOSTA