A Airlink, maior companhia aérea regional independente da África do Sul, está se unindo à família de operadores de E-Jets. A empresa aérea adquiriu cinco E-Jets, sendo três E170 e dois E190 da ECC Leasing, subsidiária integral da Embraer. A Airlink começará a receber os aviões no primeiro semestre de 2017.

Atualmente a Airlink já opera com uma grande frota de jatos ERJ , no total 11 ERJ 140 até o momento, no final do ano a companhia espera encerrar com 30 jatos ERJ, incluindo os três modelos ERJ 135, ERJ 140 e ERJ 145.

Rodger Foster, CEO da Airlink, afirmou: “este é o início da implementação de uma bem planejada estratégia de crescimento e modernização da Airlink que inclui a substituição de nossa frota atual de Avros RJ85 nos próximos três anos. A estratégia exige um total de 13 E-Jets e estamos no processo de buscar no mercado o restante dessa frota, o que exigirá oito jatos E190 adicionais. As características de desempenho únicas da família de E-Jets permitirão que a Airlink atue no ambiente desafiador da região, incluindo operações em pistas curtas, altas temperaturas e altitudes elevadas (“hot and high”), ao mesmo tempo em que se adequa à capacidade e prevê crescimento.”

No continente africano existem atualmente 127 aeronaves da Embraer em operação através de 39 companhias aéreas em 19 países.

COMPARTILHAR