Militar News

Áustria irá aposentar os Typhoons em 2020 e substituto pode ser o Gripen

A Áustria irá aposentar os aviões Eurofighter Typhoon em 2020, e o principal motivo não é nada agradável. Em fevereiro desse ano o Governo Austríaco iniciou processos legais contra a Airbus Defende & Space por supostas fraudes relacionadas à aquisição dos Typhoons, o valor da aquisição dos Eurofighters foi de cerca de € 2 bilhões (US$ 2,28 bilhões), quando o governo austríaco fechou o contrato dos Eurofighters em 2003.

O Ministério da Defesa da Áustria ainda alega que os custos dos caças não foram totalmente esclarecidos, e não se sabe até onde os custos com o custoso caça europeu irá chegar. O Ministério da Defesa ainda levanta outros números que mostram ainda que manter os Typhoons por mais 30 anos iria gerar um custo estimado em cerca de € 4,4 bilhões e € 5,1 bilhões (US$ 5 bilhões a US$ 5,8 bilhões).

Com a aposentadoria dos Eurofighters, o país teria uma economia significativa e é estudado uma nova frota de aeronaves de defesa aérea. A saída do EF-2000 (Eurofighter Typhoon) resulta em outra aquisição de uma aeronave de superioridade aérea, pois a defesa do país não estaria 100% eficiente. Além dos aviões Eurofighter a Áustria tem os antigos Saab 105 OEs com 17 unidades que voaram no máximo até 2010, devido à idade da frota das aeronaves, que são voltadas para treinamento e não para defesa aérea.

As autoridades austríacas ainda reforçam que o país precisa de uma aeronave supersônica que consiga operar durante 24 horas, com mísseis guiados e um sistema avançado de autodefesa (chaff, flares).

Uma aeronave que poderia equipar a Força Aérea Austríaca seria o SAAB Gripen JAS 39 C/D (versão monoposto e biposto), que está com um bom índice de vendas no exterior, ou o Gripen E/F a versão mais recente do caça sueco, que tem características que desperta o interesse da Áustria.

Caso o Gripen voasse pela Força Aérea da Áustria iria resolver a questão de um caça de superioridade aérea. Mas deve-se substituir o SAAB 105 e também existem opções a primeira seria o italiano o M-46 da empresa Leonardo ou o Checo L-159 que tanto pode fazer missões de ataque leve como treinamento avançado.

About the author

Redação Aeroflap

Redação Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This