A GE (General Electric) adiou o primeiro voo experimental do motor GE9X, que vai equipar o 777X, para arrumar problemas de projeto, detectados durante a fase de testes em solo.

Além disso a GE preferiu fazer uma manutenção preventiva nos outros três motores CF6 que ajudarão nos voos de testes, eles equipam o 747-400 da empresa, que serve como uma “plataforma de ensaios em voo”.



O problema localizado no motor GE9X está relacionado ao lever arms that actuate the rows of variable stator vanes (VSV), um dispositivo responsável por modular o fluxo de ar no compressor de alta pressão, composto por 11 estágios. A equipe de desenvolvimento determinou a substituição do componente por outro, projetado com as melhorias realizadas pelos engenheiros. O novo VSV é mais resistente, e tem maior durabilidade.

Por enquanto a GE ainda está decidindo se os testes serão iniciados com o projeto antigo do VSV, dependendo essa alteração pode modificar o fluxo de ar do motor, e gerar dados distintos, em comparação com um motor atualizado. Os motores de linha de produção serão equipados com essa atualização.

Apesar do indício de ocorrer um atraso no projeto, a GE disse que essa alteração não atrasará o primeiro voo do Boeing 777X, que está programado para fevereiro de 2019. A Boeing vai receber ainda em 2018 as primeiras unidades do GE9X, para usar em sua frota de testes.

A GE ainda destacou que esse problema é mecânico, e não altera o projeto e os conceitos básicos do motor. O problema foi descoberto em dezembro, durante testes com a segunda unidade fabricada do GE9X, o voo será realizado com a quarta unidade de testes.

A empresa ainda não declarou uma data para o primeiro voo do motor GE9X, mas disse que será em breve.

 

Problemas com os motores CF6 do 747 de testes

Foto – GE Aviation

Durante um A-Check, que é feito a cada 600 horas de voo, a GE descobriu alguns problemas nos motor CF6 que estavam equipando a aeronave. Havia indício de corrosão nas pás do fan frontal.

Para manter a segurança e o cronograma sem interrupções no futuro, a GE preferiu substituir os componentes.

 

Motor GE9X avança nos testes de certificação