Imagem: Airbus/Divulgação.

A Airbus recebeu na segunda-feira (28) as primeiras seções de fuselagem para o A321XLR, produzidas pela fornecedora Stelia Aerospace. As peças compreendem a seção frontal da fuselagem da aeronave e foram produzidas pela Stelia nas instalações de Méaulte e Rochefort, na França.   

A Stelia entregou três peças dos seis elementos que responsável por projetar, produzir e montar para o novo jato da Airbus. Além das equipes Méaulte e Rochefort, funcionários das filiais na Tunísia, Marrocos e Saint-Nazaire também participaram para obter o resultado final. 

Imagem: Stelia/Divulgação.

O A321XLR requer modificações em todas as seções da fuselagem frontal em relação às versões anteriores, no que diz respeito à estrutura e ao suporte do equipamento, explica a fabricante, que também está desenvolvendo os assentos “Opera” destinado à cabine ‘Airspace’ da família A320, que permite uma configuração modular tipo business class, com um nível de conforto equivalente ao de uma aeronave widebody. 

A Airbus deu início a fabricação do A321XLR em maio, com o trabalho de junção das fuselagens central e traseira, e em junho confirmou que a primeira aeronave será entregue em 2023 para a MEA, uma companhia aérea libanesa. No mesmo ano a American Airlines estreará o XLR na América do Norte. Na manhã de hoje a United Airlines confirmou a compra de 70 aeronaves do modelo

A aeronave terá um alcance de 8700km, podendo realizar um voo entre Nova Iorque e Roma ou Londres e Déli, explica a Stelia. 

DEIXE UMA RESPOSTA