Airbus retira plano de aumentar a produção de aeronaves da família A220

Aparentemente os próximos CS300 são para a Korean Air.

No início deste ano a Airbus declarou que realmente planejava uma expansão de produção para o A220, pela alta demanda pela pequena aeronave, porém, com a crise de baixa demanda causada pelo coronavírus afetando a aviação, a fabricante cancelou seus novos planos.

A Airbus queria aumentar em 2021 a produção do A220, de 4 por mês para 10 aviões, um importante movimento, realizado ao mesmo tempo que as companhias aéreas dos Estados Unidos, as maiores clientes do A220, exigiam mais aviões novos para a sua frota.

No entanto, a Airbus agora vai seguir até meados de 2021 produzindo o A220 somente em Mirabel, no Canadá, e fechará temporariamente a linha de fabricação nos Estados Unidos, em Mobile, que permitiria um aumento na taxa de produção.

A produção na fábrica da empresa em Quebec foi interrompida de 24 de março a pelo menos 4 de maio, depois que o governo da província ordenou o fim de todas as operações comerciais não essenciais. De qualquer forma a produção deve ser reduzida em 2020.

Anteriormente a Airbus não tinha anunciado cortes na produção do A220, somente em outras famílias de aeronaves.

 

De acordo com a Airbus, as novas taxas médias de produção daqui para frente foram definidas da seguinte forma:

  • Produção de 40 aviões da família A320 por mês (Ante 62 aviões por mês)
  • Produção de 2 aviões da família A330 por mês (Ante 6 aviões por mês)
  • Produção de 6 aviões da família A350 por mês (Ante 10 aviões por mês)

 

DEIXE UMA RESPOSTA