CH-47 Boeing Airbus Alemanha
Projeção do CH-47F nas cores da Alemanha. Imagem: Boeing/Divulgação.

O Governo da Alemanha anunciou nesta quarta-feira (01) que selecionou o CH-47F Chinook como vencedor do programa STH (Schwerer Transporthubschrauber) para um novo helicóptero de transporte pesado. 

Com a decisão, a Luftwaffe (Força Aérea Alemã) vai receber até 60 helicópteros produzidos por um consórcio formado entre Boeing e Airbus. Berlim vai investir até US$ 4,3 bilhões no programa e as entregas devem se iniciar em 2023, seguindo até 2029. 

Boeing CH-47F Chinook Espanha
CH-47F Chinook da Espanha. Foto: Boeing.

Segundo o Ministério da Defesa, os helicópteros CH-47F Block 2 “Standard Range” são capazes de serem reabastecidos durante o voo, um requisito fundamental para as forças armadas alemãs. As novas aeronaves vão substituir os antigos CH-53D Sea Stallion. 

A parceria Boeing-Airbus pode soar estranha mas inclui uma grande cooperação com a indústria local. Empresas como Lufthansa Technik, Honeywell Aerospace e Rolls-Royce Germany estarão envolvidas na produção e manutenção dos novos helicópteros. 

A Lockheed também fez uma oferta pelo contrato, oferecendo o CH-53K King Stallion junto à firma alemã Rheinmetall. O preço unitário mais baixo do Chinook fez a diferença, segundo o Ministério da Defesa, pois permitiria a Berlim comprar o número máximo de 60 aeronaves.

CH-53K JLTV
CH-53K içando um blindado JLTV. Foto: NAVAIR.

Isso, por sua vez, aumentaria a “flexibilidade operacional” com um tipo de helicóptero amplamente utilizado entre os parceiros da OTAN. De fato, outros sete países membros da aliança militar operam o Chinook, incluindo Grécia, Itália, Holanda e Reino Unido. 

Membros do Ministério enfatizaram os benefícios da interoperabilidade com a Holanda, em particular. A Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha) já trabalha em estreita colaboração com as forças armadas daquele país, em vários domínios operacionais.

A decisão alemã também ocorre dias depois que o Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda de 23 CH-47F para o Egito, que já opera os CH-47D mais antigos. 

O Chinook entrou em serviço com o Exército dos Estados Unidos em 1962, mas a Boeing-Vertol começou o desenvolvimento da aeronave ainda nos anos 1950, quando o US Army anunciou que desejava substituir o CH-37 Mojave. 

CH-47F da Holanda. Foto Boeing

Com mais de 1200 unidades produzidas desde então, o CH-47 se consolidou como uma referência em transporte pesado de asas rotativas, tendo participado de uma série de conflitos no mundo todo. A aeronave também é bastante usada em operações de ajuda humanitária e auxílio em desastres.

O Chinook possui um par de motores turboeixo Lycoming T55, é operado por três a cinco tripulantes e é capaz de carregar 24 toneladas de carga.

Importante destacar que essas especificações variam entre as versões do helicóptero: o Chinook Block II, por exemplo, pode carregar 907 quilos a mais que o CH-47F, tendo sido adquirido pela Inglaterra por US$ 578 milhões.