Um avião é realmente bem caro, se você ainda não tem muito noção do preço pode conferir depois dessa postagem Clicando Aqui.

É por isso que um estudo recente da CAPA (Centre for Aviation Fleet Database) mostrou um pouco do valor total, quando você junta vários desses aviões para operar voos.

O primeiro lugar foi estipulado sem muita surpresa, e é da Emirates, a companhia com sede em Dubai que tem 269 aviões em sua frota, todos do modelo Airbus A380 e Boeing 777, os mais caros do mercado de aviação atualmente. Os 269 aviões da Emirates custa no total US$ 24,3 bilhões.

Em seguida vem a American Airlines, que conta com 959 aviões em sua frota (e aqui descartamos a presença da filial Eagle). Todos esses aviões valem quase o mesmo da frota da Emirates, US$ 24,1 bilhões.

Esse efeito da American Airlines, de ter mais aviões mas com menor valor, é causado pelo modo de operação da companhia, com alguns aviões bem usados em sua frota e também de menor tamanho, para atender aos diversos tipos de demandas em diferentes Hubs, enquanto a Emirates trabalha com uma filosofia totalmente diferente.

O Top 3 é fechado pela China Southern Airlines, que tem mais de 550 aviões em sua frota, com valor total de US$ 18,4 bilhões.

Você pode conferir o ranking das top 20 na imagem abaixo. Os valores são descritos de modo que cada US$ 1000 M tenha equivalência a US$ 1 bilhão.

 

Outros dados

Além disso a CAPA divulgou que todos os aviões em atividade no mundo, valem US$ 679,6 Bilhões, a maior quantidade está localizada nos EUA (7820), seguido pela China (3424).

No Brasil há somente 490 aviões em operação, avaliados em US$ 10,5 bilhões. Para efeito de comparação, só na Austrália há 622 aviões, e na Coreia do Sul há 385 aviões.

Todos esses dados são relativos à aviação comercial.