A Airbus revelou hoje (10/01) que recebeu 33 cancelamentos de pedidos para aviões do modelo A350 no último trimestre, todos da variante -900.

A análise dos números da aeronave indica que oito encomendas de aeronaves foram canceladas pela Hong Kong Airlines, cujo compromisso com o A350 caiu de 13 para 5 aviões, três dos quais já foram entregues.

A Synergy Aerospace, pela Avianca Brasil, tinha 10 aviões A350 encomendados, mas todos os 10 parecem foram removidos da lista de pedidos da fabricante.

A empresa havia originalmente encomendado 10 aviões A350-800 há mais de uma década, para sua operação na OceanAir (Avianca Brasil), antes de mudar para o -900, visto que a Airbus congelou o programa do A350-800.

Nenhuma aeronave foi entregue à Avianca Brasil, que encerrou suas operações em maio de 2019.

A Airbus também revelou que 15 aeronaves A350-900 foram removidas do lote de 23 aeronaves alocadas a clientes não identificados.

 

DEIXE UMA RESPOSTA