Emirates SkyCargo Dubai vacinas Aeroportos
Foto: Emirates

O Ministro das Comunicações, Fábio Faria, divulgou recentemente que nesta última quinta-feira (25) partiu de Pequim, na China, um avião com 12 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, rumo ao Brasil.

A aeronave com os insumos para a produção das 12 milhões de doses pelo Instituto Fiocruz tem previsão de pousar no Brasil neste próximo domingo (28). Essas doses fazem parte de um plano do governo de entregar 15 milhões de doses de vacina contra Covid-19 até o final de março.

A Fiocruz, por sua vez, diz que tem capacidade para produzir 700 mil doses da vacina de Oxford por dia aqui no Brasil.

O acordo de cooperação da Fiocruz com a AstraZeneca prevê a produção e entrega 210,4 milhões de doses da Covishield até o final deste ano, sendo 110,4 milhões até julho. Para isso, serão enviados 14 lotes do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) da vacina.

Esse será o segundo lote desses insumos enviado pelo laboratório chinês Wuxi Biologics, contratado pela farmacêutica AstraZeneca. O primeiro lote, que chegou no dia 6 de fevereiro, possibilitará a produção de mais 2,8 milhões de doses da vacina.

A previsão é que a primeira entrega dessas vacinas ao Ministério da Saúde, com 1 milhão de doses, ocorra na segunda quinzena de março.

No segundo semestre não será mais necessária a importação do IFA da vacina, que passará a ser produzido no laboratório Bio-Manguinhos da Fiocruz, após a conclusão da transferência de tecnologia pela AstraZeneca. De agosto a dezembro serão mais 110 milhões de doses de vacinas produzidas inteiramente na instituição.

Paralelamente a isso, o governo brasileiro também está recebendo doses prontas da Covishield, produzidas pelo Instituto Serum, da Índia, também parceiro da AstraZeneca.

Nesta semana um avião da Emirates pousou no Brasil com aproximadamente 2 milhões de doses prontas da vacina de Oxford. Você pode conferir mais Clicando Aqui.

Um estudo recente aponta que a vacina de Oxford pode reduzir em até 94% a possibilidade de hospitalização por Covid-19. Contudo, a recomendação para a alta eficiência é a aplicação de duas doses em cada pessoa.

 

Com informações de Agência Brasil.