Três meses após pousar no Brasil, a primeira aeronave cargueira da Azul Cargo Express foi apresentada nesta segunda-feira (15/10) para autoridades, funcionários e jornalistas, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

O Boeing 737-400 Cargo, que chegou para atender a demanda crescente da unidade de cargas da Azul, já está certificado pelos órgãos regulatórios e entrará em operação nesta terça (16/10). Antes do primeiro voo comercial, porém, nossa equipe foi convidada para conhecer o cargueiro da Azul, que tem capacidade para transportar até 20 toneladas de carga distribuída em até 11 pallets.

Com certificação para levar carga paletizada, a aeronave dará mais flexibilidade para a Azul Cargo Express definir as estratégias de malha, fortalecendo a capacidade de ofertar soluções customizadas para os Clientes e ampliando os negócios da empresa. O Boeing será utilizado em rotas com alta demanda, passando pelas bases de operação de Campinas, Recife e Manaus. Outras cidades como Fortaleza, Belém e Rio de Janeiro também devem receber os voos do cargueiro com frequência.

A entrada do cargueiro na frota, e de outra aeronave semelhante até dezembro, deve amenizar a necessidade de voos para Recife e Manaus (a partir de Viracopos) com o Airbus A330, liberando esses aviões para cumprir voos internacionais.

No primeiro trimestre deste ano, a unidade de transportes de cargas da Azul registrou crescimento de 61% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

O primeiro cargueiro da empresa entra em operação para absorver o vertiginoso crescimento da Azul Cargo Express. Combinado com uma rota de negócios que serve cem cidades no brasil, a empresa tem a mais ampla oferta de solução logística do país.

Durante o evento de apresentação da aeronave, a diretora da Azul Cargo Express, Izabel Reis, agradeceu aos funcionários da Azul e ressaltou que o avião será fundamental para produzir novas oportunidades de negócio para a empresa.

“Gostaria de agradecer a todos os funcionários da Azul por tornar este dia possível. Sem eles, o crescimento e a consolidação do nosso modelo de negócios não seria possível. Esse primeiro cargueiro, assim como o outro avião que está para chegar, vai nos proporcionar mais flexibilidade para definir a malha de acordo com as necessidades dos nossos clientes e contribuirá para oferecermos novos serviços, como o fretamento. Esperamos, com isso, aprimorar a nossa atuação e continuar oferecendo um produto diferenciado e extremamente eficiente, contribuindo para a satisfação de quem contrata o nosso serviço de cargas”, afirma Izabel.

Izabel também afirmou, em uma entrevista para o Portal Aeroflap em vídeo, que a Azul espera um crescimento de 30 a 40% no mercado de carga da empresa para 2019.

Os cargueiros 737 foram escolhidos por conta do baixo custo operacional e pelo histórico de confiabilidade de aeronaves desse modelo para o transporte de cargas. Com mais espaço e versatilidade, a Azul Cargo Express espera crescer 40% neste ano, ampliando a oferta de serviços para regiões e rotas de maior volume.

 

Veja mais fotos abaixo na galeria: