Boeing Austrália conduz com sucesso voo autônomo de três jatos não tripulados

A Boeing Austrália realizou teste com três aeronaves não tripuladas, o teste aconteceu na região de Queensland. Durante os testes com os três aviões (UAVs-sigla em inglês para Veículos Aéreos Não Tripulados), foram verificados todos os sistemas das aeronaves, que decolaram, voaram e pousaram de forma autônoma.

“O objetivo de nossa missão era testar completamente nosso software de sistema de missão do início ao fim, usando três jatos de alto desempenho”, disse Emily Hughes, diretora da Phantom Works International da Boeing. “Embora já tenhamos pilotado aeronaves de maior número de forma autônoma, esta foi a nossa primeira oportunidade de realizar um teste de missão de ponta a ponta com três aeronaves de teste de alto desempenho, a velocidades de até 200 quilômetros por hora”, disse Hughes. “O teste retornou resultados agradáveis, demonstrando que nosso sistema de missão está funcionando como pretendido e é um grande crédito para nossa equipe técnica, juntamente com nossos fornecedores RFDesign, que apoiaram a missão de voo no local em Tara”.

O Projeto de Tecnologia da Plataforma de Sistemas Autônomos tem como objetivo permitir que os UAVs façam missões e que se comuniquem entre si sem a ação de um operador em terra.

“A Boeing é um participante global importante no setor. Esperamos ansiosamente que a empresa seja o primeiro usuário do Cloncurry Flight Test Facility no noroeste de Queensland, a primeira instalação de testes de voo com drones da Austrália ”, disse Kate Jones, ministra do Desenvolvimento do Estado, Turismo e Inovação . “Investimos US $ 14,5 milhões para desenvolver a nova instalação, que acreditamos ser fundamental para uma indústria de UAS no estado, criando empregos e benefícios econômicos em Queensland”.

 

Fonte: Asia Pacific Defence Reporter

DEIXE UMA RESPOSTA