Aviação

Nos últimos anos a Boeing tinha um planejamento de lançar uma nova aeronave, desenvolvida do zero, o tão conhecido projeto NMA, que já abordamos em várias publicações aqui no Portal AEROFLAP.

Contudo, a Boeing não deve lançar nada de novo no mercado até 2025, declarou o presidente-executivo da Boeing, Dave Calhoun.

A fabricante norte-americana realizou seu último lançamento de uma aeronave realmente nova em 2004, com apresentação da primeira fuselagem em 2007. Desde então a Boeing apresentou duas atualizações: A família 737 MAX e o 777X.

A Boeing, contudo, tem um bom motivo para não apostar em uma nova aeronave, disse Calhoun. Por enquanto não há um incremento significativo de tecnologias que façam a diferença, na comparação com os aviões já comercializados atualmente.

Mas a fabricante continuará investindo em tecnologia, para no momento certo conseguir construir um possível sucessor do 737 MAX. Calhoun declarou que os estudos estão focados em ferramentas digitais para agilizar o projeto e engenharia de novos aviões.

“É preciso muito aprendizado, o número de testes que você pode executar virtualmente no design e no desempenho do avião, na fabricação e no serviço. Mas temos que desenvolver e amadurecer as ferramentas” , acrescentou. “Então nós os temos. Nós os praticamos em vários de nossos programas de defesa, alguns dos quais você vê, outros não.”

Anteriormente Calhoun declarou que o foco da Boeing, além de desenvolver as suas tecnologias para um nível confiável de aplicação, é retomar as entregas do 737 MAX e principalmente do 787, além de certificar o 777X, algo previsto para ocorrer entre 2024 e 2025.

 

Com informações de Bloomberg.