A Breeze Airways agora já pode definitivamente iniciar a sua operação de voos comerciais. A companhia conseguiu obter um Certificado de Operador Aéreo (COA) da FAA, autorizando o início das atividades na empresa para transportar passageiros.

O COA também permite que a Breeze comece a reservar slots em aeroportos, alocar espaço para as operações das suas aeronaves, bem como contratar e treinar tripulantes.

A permissão da FAA dá autorização para a Breeze transportar passageiros ou cargas nas suas aeronaves. 

Azul Breeze Airways

Ainda há muito caminho para a companhia percorrer, visto que precisa definir e solicitar as suas primeiras rotas, treinar e certificar os tripulantes e funcionários de solo para a operação de voos, e fazer seus primeiros voos experimentais.

Por isso a companhia ainda não tem um cronograma público, esta espera iniciar suas operações com aeronaves Embraer 190 usadas no primeiro semestre de 2021, e a partir de agosto de 2021 receber os primeiros A220 novos.

O COA autoriza a companhia ter 22 aviões em sua fase inicial, para expandir a frota a Breeze precisará solicitar uma nova análise da FAA, que pode autorizar a expansão.

A proposta de Neeleman para a Breeze Airways não difere muito da JetBlue, ele ainda quer fazer mais por menos. Entregar mais conforto com uma passagem mais barata, em comparação com as quatro grandes (American, Delta, United e Southwest).

A meta da Breeze é realizar conexões rápidas com cidades onde não há grande volume de mercado de empresas aéreas.

 

Azul e David Neeleman

Azul nos seus primeiros dias. Foto – Azul Linhas Aéreas

Assim como no início da Azul, onde a JetBlue colaborou ao migrar seus aviões para o novo investimento de Neeleman, agora outra empresa de Neeleman (a Azul) está fazendo um leasing de aviões da sua frota para iniciar as operações da Breeze Airways.

O E-Jet é um avião que Neeleman conhece bem, ele utilizou a aeronave na JetBlue, e quando fundou a Azul em 2008 transferiu algumas unidades de lá para possibilitar o “início” da companhia no Brasil. Barato no mercado de usados, o E-Jet pode ser bastante lucrativo se a empresa descobrir como utilizá-lo, é um sucesso na Europa e nos EUA.

A Breeze será a quinta companhia aérea fundada por David Neeleman. A nova empresa deverá iniciar suas operações ainda no ano de 2021, já começa a ganhar cada vez mais forma.

A pintura foi feita pelo executivo conhecido no ramo da aviação e do design de pinturas, Gianfranco Beting. O ‘Panda’, como é conhecido, faz pinturas magnificas para diversas empresas aéreas e também no ramo de transportes rodoviários no Brasil.

Ele foi responsável também pela identidade visual da Azul Linhas Aéreas, além das pinturas especiais da empresa no qual é co-fundador.