787-9 da Air France. Foto - Tom Otley/Air France

O CEO do Grupo Air France-KLM, Jean-Marc Janaillac, pediu demissão do seu cargo durante as extensas greves que a companhia francesa Air France vem enfrentando nos últimos meses.

A falta de negociação da companhia com seus funcionários já causou um prejuízo de US$ 360 milhões, enquanto isso os diretores seguem negando um aumento de 7% aos funcionários, como forma de equiparar com a inflação do período e o salário de pilotos em outras companhias.

O Governo Francês aproveitou para alertar aos funcionários que a companhia pode ir à falência, se as greves continuarem causando prejuízos, e ressaltou que os funcionários e tripulantes precisam se conscientizar sobre esse perigo.

Logo após a renúncia do CEO as ações da companhia registravam queda de 13%, provavelmente haverá uma nova queda visto que ainda existe uma greve em vigor hoje e amanha (08/05).