Foto - COMAC/Reprodução

No momento os Estados Unidos e a Europa dominam a fabricação de grandes estruturas aeronáuticas em material composto, mas a China parece está avançando bastante neste ponto.

A Comac concluiu recentemente um testes estático, que foca na resistência estrutural, de uma caixa de asa feita totalmente em material composto, baseada na caixa de asa do C919, que é produzida originalmente em liga metálica.

Os dados apresentados reforçaram que o componente suportou os padrões requisitados de aeronavegabilidade, e aos requisitos de esforços da própria estrutura, que é responsável por liga as asas na fuselagem da aeronave.

Na foto também podemos perceber que os chineses acrescentaram na caixa de asa uma parte da raiz da asa, feita em material composto, essa é uma proposta de inovação do desenho geral com finalidade de melhorar a função estrutural do componente, aliviando um peso ainda maior ao evitar uma ligação reforçada da raiz (que concentra boa parte dos esforços da asa) à fuselagem.

A Comac não declarou totalmente onde planeja usar um componente fabricado desta forma, já que o C919 está no meio do seu processo de certificação e alterar o projeto nesta altura seria inviável. Mas o novo C929 de projeto conjunto com a UAC poderá receber um componente com esse tipo de material.