Foto: Autor Desconhecido

Um cidadão chinês de 27 anos, identificado como, Lyuyou Liao, foi preso em flagrante ao fotografar uma base de alta segurança da Marinha dos EUA em Key West, na Flórida.

O cidadão foi preso com uma câmera da Nikon, um celular e uma lente teleobjetiva de grande alcance. Liao é suspeito de ser um militar do Exército da China que entrou com documentos falsos no EUA. Questionado sobre o que fazia nos arredores da base, Lion disse que era spotter, ou seja, fotógrafo amador.

Lion foi preso e acusado de entrar na propriedade naval com o objetivo de fotografar as instalações de defesa. O chinês acabou em confessar que fotografou e desenhou as instalações militares e as suspeitas que ele tenha algo a mais reforçam pela boa fala e escrita de Liao da língua inglesa.

Outra coisa que chamou a atenção das autoridades dos EUA foram alguns equipamentos eletrônicos de detecção de câmeras ocultas e diversos cartões de crédito com saldos.

Não é a primeira vez que cidadão chineses são presos ao redor de bases de grande relevância dos EUA, em janeiro, dois chineses foram presos com ações parecidas com a de Liao.

No ano passado um outro chinês foi preso na mesma base por r tirar fotos ilegalmente na mesma instalação de Florida Keys. O cidadão identificado como, Zhao Qianli, de 20 anos, foi condenado a um ano em prisão federal.

De acordo com o site West Palm Beach TV (WPTV), agentes do FBI alegam que o país está recebendo muitos espiões chineses que se dizem fotógrafos amadores para que assim possam fotografar bases estratégicas das forças armadas dos EUA.


 

 

DEIXE UMA RESPOSTA