Gripen E da FAB faz primeiro voo na Suécia- Foto: SAAB

Aconteceu hoje na parte da manhã na fábrica da SAAB em Linköping, na Suécia o primeiro voo do Gripen E da Força Aérea Brasileira. O caça decolou às 09h41, horário de Brasília.

A duração do voo foi de 65 minutos e incluiu testes de manobrabilidade e qualidade de voo em diferentes altitudes e velocidades. O principal objetivo foi verificar que o comportamento da aeronave estava de acordo com as expectativas.

“Este marco é um legado para a grande parceria entre a Suécia e o Brasil. Menos de cinco anos após a assinatura do contrato, o primeiro Gripen Brasileiro alçou seu primeiro voo”, disse Håkan Buskhe, Presidente e CEO da Saab.

Conforme havia sido divulgado aqui no portal Aeroflap anteriormente e pela reportagem do Fantástico estava previsto para esse mês de agosto o voo inaugural do primeiro dos 36 Gripens NG ou F-39 da FAB.

“Como piloto, foi uma grande honra voar o primeiro Gripen E Brasileiro, pois eu sei o quanto isso representa para a Força Aérea Brasileira e todos da Saab e de nossos parceiros brasileiros. O voo foi tranquilo e a aeronave se comportou exatamente como vimos nas bancadas de testes e nos simuladores. Esta também foi a primeira vez que voamos com o Wide Area Display no cockpit e estou feliz em dizer que minhas expectativas foram atendidas”, disse o piloto de testes da Saab, Richard Ljungberg.

Este primeiro voo marca o início de vários testes com a aeronave, testes estes que darão no final a certificação da aeronave.  O Gripen E que fez o voo tem a númeração 39-6001, mas na FAB receberá o número 4100 e deverá ser entregue a FAB em 2021.

Gripen NG (Mock up) .Os primeiros caças chegarão ao Brasil em 2021- Foto: FAB

A verão F (Biposto), bem como algumas unidades da versão E, serão construídas na unidade da Embraer da Gavião Peixoto-SP. A previsão é que os primeiros caças produzidos no Brasil sejam entregues a FAB em 2024.

O lar dos 36 Gripens F-39, será a ALA 2, em Anápolis-GO, que passou por reformas para receber os novos caças e os 28 KC-390 também será operado a partir da ALA 2.

Tla WAD da AEL Sistema no protótipo brasileiro do Gripen E

Ao todo são 6 empresas brasileiras estão envolvidas na produção do Gripen.Uma delas é a AEL Sistemas que produziu as telas Wide Area Display (WAD) do caça, tela esse que irá mostrar ao piloto todas as configurações da aeronave de as armas como o míssil ar-ar Meteor, dentre outras.

A tela de produção nacional também despertou o interesse dos suecos que também colocarão a tela WAD em seus Gripens E, isso demonstra que houve uma transferência inversa de tecnologia.

Com esse voo do Gripen da FAB ao todo já são quatro Gripens E que já voaram. Os três primeiros destinados a força aérea sueca que atualmente é a única nação fora o Brasil que irá operar essa versão do Gripen. A SAAB busca vender esse caça para demais nações e a chegada do mesmo ao Brasil poderá ser uma porta de vendas, inclusive para nações sul-americanas.

DEIXE UMA RESPOSTA