A partir de janeiro de 2020, a KLM servirá aos passageiros da World Business Class um prato criado pelo comandante Folkert Stikvoort. Ele é o vencedor do Concurso de Culinária da KLM, selecionado por um painel de seis juízes liderado pelo chef Jonnie Boer, que tem três estrelas Michelin.

Os participantes foram convidados a criar uma receita de massas com peixe sustentável. Os pratos foram avaliados por sabor, apresentação, uso de ingredientes (preferencialmente holandeses) e se era adequado para ser servido a bordo. Folkert ganhou com o seu ravioli recheado de mariscos ao molho com vermute Noilly Prat. O chef Jonnie Boer avaliou que o prato era, de fato, “muito saboroso”.

“A KLM quer que os passageiros se sintam em casa quando a bordo. O talento culinário da equipe da KLM garantiu que possamos oferecer aos nossos passageiros da World Business Class um prato delicioso. Esse é mais um exemplo de nosso serviço pessoal”, afirma Miriam Kartman, vice-presidente executiva da KLM Inflight Services.

Os oito finalistas, todos tripulantes técnicos e de cabine, competiram na terceira edição do KLM Cooking Contest. O prato vencedor será servido aos passageiros da World Business Class a partir de janeiro de 2020, provavelmente por um período de três meses.

A seleção de juízes incluiu Roel Verwiel, chefe do painel e presidente da KLM Foodies; Jonnie Boer, chef do Librije; Bart van Olphen, escritor de livros de culinária e fundador da marca de peixes sustentáveis Fishtales; e Miriam Kartman, vice-presidente executiva da KLM Inflight Services.

 

Parceria com De Librije
A KLM tem uma parceria de longa data com Jonnie en Thérèse Boer, do restaurante de três estrelas De Librije, em Zwolle, para as refeições da World Business Class e a seleção de vinhos que harmonizem com os pratos. O chef também comanda o Librije’s Winkel, o Librije’s Hotel e a escola de culinária e de vinhos Librije’s Atelier.

 

Parceria com Rodrigo Oliveira
No Brasil, a KLM chega ao sexto ano de parceria com o chef Rodrigo Oliveira, do restaurante Mocotó. Reconhecido pela sua raiz sertaneja, que prioriza os ingredientes brasileiros, o chef incorpora esses elementos típicos da sua cozinha nas criações para a KLM, que são oferecidas no menu para as classes World Business Class e Economy, nos voos que partem de São Paulo e Rio de Janeiro para Amsterdã. As opções são renovadas a cada três meses para a classe executiva e a cada seis meses para a classe econômica.