Foto - Divulgação

O Aeroporto Internacional de São Francisco (SFO) inaugurou nesta semana o Harvey Milk Terminal 1, o primeiro terminal de aeroporto com o nome de um membro da comunidade LGBTQ+ no mundo.

A instalação de R$8,9 bilhões de reais estabelece um novo padrão de experiência para promover viagens extraordinárias. Harvey Milk foi o primeiro funcionário público abertamente gay eleito na Califórnia.

Ele serviu no Conselho de Autoridades de São Francisco por 11 meses, antes de ser assassinado com o Prefeito George Moscone, em 1978.

Foto – Divulgação

Ivan C. Satero, diretor do aeroporto, declarou que: “O Harvey Milk Terminal 1 estabelece um novo marco para a experiência no aeroporto e serve como um tributo à vida e ao legado de um líder pioneiro dos direitos civis. Para milhões de pessoas em todo o mundo, o SFO é a primeira impressão da Área da Baía de São Francisco, e o Harvey Milk Terminal 1 mostra o que torna a nossa região excelente: um espírito de inovação, foco no meio ambiente e, o mais importante, um compromisso com a diversidade, igualdade e inclusão. Espero que os viajantes de todo o mundo se inspirem na história de Harvey Milk, podendo encontrá-la no terminal do SFO, que leva seu nome.”

Nove dias antes de falecer, Milk gravou um áudio que deveria ser tocado ‘apenas na eventualidade de sua morte ter sido um assassinato’:

“Minha eleição deu a outra pessoa – apenas mais uma – esperança. Afinal, é disso que se trata. Não é sobre ganho pessoal. Não é sobre o ego. Não é sobre poder. É sobre dar a esses jovens lá fora…esperança. Você precisa dar-lhes esperança.” – Harvey Milk

Foto – Divulgação

O destaque do novo terminal é a exposição “Harvey Milk: Messenger of Hope”, homenageando o líder dos direitos civis e seu impacto nos direitos LGBTQ +. Abrangendo quase 120 metros, a exposição inclui 100 imagens ampliadas de Milk – muitas colhidas pelo próprio público – bem como artes e lembranças.

O Harvey Milk Terminal 1 foi projetado para conectar os passageiros com o meio ambiente, algo que vá além dos portões. Alguns dos benefícios para os passageiros são:

  • Janelas do chão ao teto que escurecem e iluminam o ambiente de acordo com a luz solar; aberturas circulares no teto – chamadas “oculi” – que permitem a entrada da luz;
  • Áreas de embarque com salas de estar, que contam com 2.134 lugares e 34 tipos diferentes de assentos, incluindo cadeiras de couro, plástico, metal e tecido, sofás e banquetas;
  • O primeiro aeroporto com toilette para todos os gêneros e um quarto para descanso de animais domésticos;
  • Obras de arte exclusivas, incluindo 14 novas obras para entreter os viajantes durante os tempos de espera;
  • Elevadores autossuficientes, passarelas móveis e escadas rolantes com sensor, que reduzem o uso de eletricidade;
  • Um sistema para transportar bagagem altamente eficiente (Individual Carrier System) – o primeiro desse tipo nos Estados Unidos.