Mig 35 Foto- Via Mig/Reprodução

A Rostec, uma empresa russa que que cuida de várias empresas do setor aerospacias e de defesa, anunciou que está desenvolvendo o conceito de jato de combate de quinta geração monomotor que pode ser tripulado ou não.

“De fato, está sendo elaborada a criação de um sistema de aviação de combate do futuro nas classes leve e média. De acordo com o plano, pode ser uma plataforma universal, nas versões tripulada e não tripulada. O conceito e os requisitos táticos e técnicos para tal complexo está sendo trabalhado “, disse Chemezov.

“Até agora, estamos fazendo isso de forma proativa, sem recursos orçamentários. O Ministério da Defesa não fez pedidos. No entanto, acreditamos que se trata de uma aeronave promissora e estamos considerando várias opções de cooperação com parceiros estrangeiros”, destaca o chefe da Rostec disse. Este tópico é interessante do ponto de vista da promoção de tal aeronave para exportação.

Caça MIG- 29 da Rússia- © Foto: Krasimir Grozev

Em fevereiro de 2017, Chemezov anunciou que a Rússia e os Emirados Árabes Unidos desenvolveriam em conjunto um lutador leve de quinta geração. Segundo ele, a aeronave poderá ser criada com base no MiG-29, as obras começariam em 2018 e levariam cerca de 7 a 8 anos.

A assinatura de um acordo com os Emirados Árabes Unidos sobre o tema de uma aeronave multifuncional de quinta geração de linha de frente leve também foi relatada pelo Serviço Federal de Cooperação Técnica Militar (FSMTC) da Rússia.

Contudo, vale lembrar que os Emirados Árabes fizeram um pedido aos EUA para aquisição de caças furtivos F-35A da fabricante Lockheed Marin.

Lockheed Martin F-35A da USAF

A decisão de compra de caças F-35 por parte dos Emirados Árabes não agradou Israel que quer ter uma supremacia deste vetor na região. 

Fonte: Defense World/ Adaptação: Aeroflap

DEIXE UMA RESPOSTA