Pampa Porto Alegre F-5 FAB viral
Imagem viral mostra nove caças F-5EM/FM do Esquadrão Pampa sobrevoando a zona norte de Porto Alegre. Foto: Esquadrão Pampa via redes sociais.

Uma foto com caças F-5 Tiger II da Força Aérea Brasileira (FAB) está viralizando nas redes sociais, mas por um motivo interessante: os caças estão “camuflados”! Uma das publicações com a foto passou das 60 mil curtidas no Twitter

A imagem mostra oito caças F-5EM e um caça F-5FM, de dois assentos, sobre a zona norte da capital gaúcha, Porto Alegre, no dia 23 de abril. As aeronaves estão sobrevoando o Rio Gravataí, ao lado do estádio Arena e o centro de treinamento do time Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. Também é possível identificar o Aeroporto Internacional Salgado Filho. 

É justamente a dificuldade em ver todos os caças na imagem (registrada a partir de outro F-5FM) que a torna tão única. Uma postagem no Twitter com a legenda “entenda o que significa camuflagem” já tinha ultrapassado os 60 mil likes até a noite desta terça-feira (03).

Outras duas publicações no Instagram tinham mais de 12 mil e oito mil curtidas, também com a mesma legenda. 

Mas afinal, qual a história por trás da imagem? 

A foto em questão mostra o retorno das aeronaves do Esquadrão Pampa (1º/14º GAv) da FAB para a sua sede na Base Aérea de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre. Dias antes a unidade partiu para a Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, onde acontecia a Reunião da Aviação de Caça (RAC) 2022.

Nesta ocasião, o “14”, como o Esquadrão também é chamado, reuniu 10 caças para o translado até o RJ. A RAC acontece durante a chamada “semana da caça”, que engloba os dias que antecedem o Dia da Aviação de Caça, celebrado em 22 de abril.

Além da troca de conhecimentos, os aviadores da FAB relembram os feitos daqueles que os antecederam e lutaram na Segunda Guerra Mundial, algo que explicamos neste artigo especial.

Ao retornarem do evento no RJ, os pilotos do Pampa sobrevoaram, com os 10 caças, a orla do Rio Guaíba que banha Porto Alegre. Ainda antes de passarem pelo estádio do Grêmio, os aviões também sobrevoaram o Gigante da Beira-Rio, como é chamado o estádio do Sport Club Internacional. 

Pampa F-5 FAB Internacional
Caças F-5 do Esquadrão Pampa com o estádio do Sport Club Internacional ao fundo. Foto: Esquadrão Pampa via redes sociais.

Pela internet é possível encontrar diversas imagens que mostram o “efeito” de camuflagem com aeronaves militares, sejam caças, helicópteros e até mesmo bombardeiros de diversas eras. No entanto está uma das poucas imagens- senão a única – em que este efeito é visível com aviões brasileiros. 

A camuflagem em tons de cinza e verde surgiu por volta de 2001, sendo inicialmente testada num jato de ataque AMX A-1 (FAB 5654) do Esquadrão Centauro. Posteriormente o esquema definitivo foi aplicado em todas as aeronaves da Força Aérea que tinham algum emprego tático, sendo usado até os dias de hoje.

A FAB já opera os caças F-5 Tiger II há mais de 45 anos, algo que até é reforçado em um dos aviões das fotos virais, sendo este modelo o segundo avião com mais tempo de serviço na frota brasileira, superado apenas pelo C-130 Hércules de transporte. 

F-5FM Pampa FAB Pintura
O F-5FM Tiger II de matrícula 4810 foi o escolhido para receber a pintura representando 75 anos de Pampa e 45 de F-5 no esquadrão. Foto: Gabriel Centeno – Aeroflap.

Apesar da idade e limitações, os F-5 da FAB foram extensivamente modernizados no início dos anos 2000, e hoje possuem alguns sistemas e armamentos similares aos encontrados em caças de 4ª geração, como os F-15 e F-16 norte-americanos. O upgrade dos aviões brasileiros foi, inclusive, reconhecido por um dos principais portais de defesa dos EUA.

Mas desde 2013 os veteranos F-5 já tem um substituto na forma do F-39 Gripen, fabricado pela Saab e Embraer. Inicialmente a FAB adquiriu 36 unidades do novo caça, mas recentemente anunciou que uma modificação do contrato adicionou mais quatro aviões ao pedido original. Ao mesmo tempo se estuda a compra de um segundo lote com cerca de 30 caças.