Segurança de voo pode ser um grande problema para vários passageiros, alguns evitam até mesmo voar em determinadas companhias aéreas.

Enquanto podemos classificar a segurança de acordo com o país, e a estrutura das operações, bem como a qualidade de manutenção e idade da frota de uma companhia aérea, vários outros fatores são analisados para estabelecer a qualidade das empresas.

Mas fora dos “achismos”, o site Airlineratings.com divulgou sua lista oficial das companhias aéreas mais seguras de todo o planeta.

Mais de 405 companhias aéreas foram analisadas pelo site, que colocou como principal fator o número de acidentes e incidentes graves ao longo do ano.

O site disse que não analisou incidentes menores e irrelevantes, visto que esses acontecem com tanta frequência que não poderiam ser usados ​​para determinar a segurança geral.

O site também analisou o treinamento de pilotos, auditorias de aviação, bem como auditorias governamentais, a idade da frota e a posição financeira da companhia aérea.

O IOSA é um sistema de avaliação reconhecido e aceito internacionalmente, projetado para avaliar os sistemas operacionais de gerenciamento e controle de uma companhia aérea. Ele analisa mais de 1000 parâmetros de auditoria e as companhias aéreas são reavaliadas a cada dois anos.


Veja o ranking abaixo, que tem a Qantas como destaque, companhia que não sofre um acidente com mortes há 60 anos:

      1. Qantas
      2. Air New Zealand
      3. EVA Air
      4. Etihad
      5. Qatar Airways
      6. Singapore Airlines
      7. Emirates
      8. Alaska Airlines
      9. Cathay Pacific
      10. Virgin Australia
      11. Hawaiian Airlines
      12. Virgin Atlantic
      13. TAP Portugal
      14. SAS
      15. Royal Jordanian
      16. Swiss
      17. Finnair
      18. Lufthansa
      19. Aer Lingus
      20. KLM

 

O site também fez um TOP 10 das companhias aéreas do tipo Low Cost mais seguras em todo mundo:

      1. Air Arabia
      2. Flybe
      3. Frontier
      4. HK Express
      5. IndiGo
      6. Jetblue
      7. Volaris
      8. Vueling
      9. Westjet
      10. Wizz

 

Curiosamente em nenhuma das duas listas há presença de companhias aéreas brasileiras, mesmo empresas como a GOL e Azul que registraram poucos incidentes em 2019.

 

Via – www.airlineratings.com