Conviasa Venezuela

A reestreia de voos da Conviasa há poucos dias entre Caracas (Venezuela) e Moscou (Rússia) teve uma extensa comemoração e reforço de laços entre os países.

A primeira operação foi realizada no último sábado (15/05) pela Conviasa, e agora será realizada de forma semanal com foco em três destinos turísticos na Venezuela, a ilha Margarita, no estado de Nueva Esparta, o arquipélago Los Roques, no mar do Caribe e o Parque Nacional Canaima.

No outro trecho da rota, da Venezuela para a Rússia, a aposta é uma conectividade do país com a Europa, visto que as atuais restrições não permitem que companhias da Venezuela operem voos diretos para destinos europeus. Na realidade é bem provável que esse voo seja pago só pela carga transportada entre os dois países.

“Acabamos de [lançar] o voo [inaugural]. Naturalmente, temos grandes expectativas. Acho que entre dois e três anos […] haverá fortes laços de turismo entre nossos países”, disse o Ministro do Turismo da Venezuela, Alí Ernesto Padrón Paredes.

O Airbus A340 da Conviasa foi recebido em Moscou com o tradicional batismo, seguido por um encontro entre autoridades, inclusive Ernesto Padrón, que estava no voo.

Por seu turno, o embaixador russo na Venezuela, Sergey Melik-Bagdasarov, disse: “Este é um fato emblemático e importantíssimo, porque com estes voos regulares, os cidadãos de países da Ásia, Europa, no seu caso da América Latina, podem aproveitar esta única oportunidade, nestes tempos de pandemia, de viajar com a Conviasa, viajar tranquilo, viajar seguro”.

Agora essa operação acontecerá a cada 15 dias, saindo do Aeroporto de Maiquetía (na Venezuela) para o Aeroporto de Vnukovo (Rússia) às sextas-feiras, com decolagem às 21h55 e pouso em Moscou às 17h00. No dia seguinte o avião retorna para a Venezuela.

As tarifas para o longo voo de 12 horas é de US$ 1.800, considerando a ida e volta na Classe Econômica, chegando a US$ 7.684 para ida e volta na Classe Executiva.

Você pode conferir como é o Airbus A340 da Conviasa no vídeo abaixo: