C-130J 30 USAF
C-130J-30 Super Hercules da USAF. Foto: Lockheed Martin.

O Departamento de Estado dos EUA, através da Agência de Cooperação em Defesa e Segurança (DSCA), aprovou a possível venda de 12 cargueiros C-130J-30 Super Hércules para o Egito. O negócio é avaliado em US$ 2,2 bilhões e ainda deve ser aprovado pelos membros do Congresso, notificados pela DSCA na terça-feira (25). 

Segundo o comunicado da agência, a compra inclui 12 motores Rolls Royce AE-2100D sobressalentes; 30 aparelhos de GPS/INS Integrados (EGI); Sistema Multifuncional de Distribuição de Informações; Transponders de Identificação Amigo ou Inimigo AN/APX-119 (IFF); Sistemas de Alerta de Mísseis AN/AAR-47 (MWS); Sistema de Dispensação de Contramedidas AN/ALE-47 (CMDS) e outros equipamentos.

Também está incluso o treinamento de militares, testes de integração, serviços de suporte técnico, logístico e de engenharia do governo dos EUA e contratados e demais serviços.

Continua depois do anúncio
C-130H-30 da Força Aérea Egípcia. Foto: Aktug Ates.

“Esta venda proposta apoiará a política externa e a segurança nacional dos Estados Unidos, ajudando a melhorar a segurança de um importante aliado não-OTAN que continua a ser um importante parceiro estratégico no Oriente Médio”, afirma a DSCA. 

“Esta capacidade de transporte aéreo ajudaria na segurança das fronteiras, na interdição de elementos terroristas conhecidos, na reação rápida às ameaças de segurança interna e na ajuda humanitária. O Egito também pretende utilizar essas aeronaves para missões de patrulha marítima e missões de busca e salvamento na região”. Atualmente o Egito possui 21 C-130H Hercules da geração anterior. O cargueiro opera junto do Airbus C295, An-74, Il-76, DHC-5 e o Beech 1900.

C-130J-30 da Luftwaffe.

O C-130J-30 é a maior variante do Super Hercules, com 34,69 metros de comprimento, 11,9 metros de altura e 39,7 metros de envergadura. A aeronave tem uma carga útil máxima de 19,9 toneladas, sendo capaz de transportar oito pallets, 128 soldados ou 92 paraquedistas. 

Continua depois do anúncio

C-130J e Radares de Defesa Aérea

Além dos 12 Super Hércules, a DSCA também publicou a aprovação da venda de sistemas de radar de defesa aérea e equipamentos relacionados por um custo estimado de US$ 355 milhões.

O Governo do Egito solicitou a compra de três radares SPS-48 Land Based Radar (LBR), além de peças sobressalentes, geradores, treinamento de operadores e treinamento de manutenção, radomes e outros materiais e serviços técnicos e logísticos. Assim como no caso dos C-130J, a possível venda também deve passar pela aprovação do Congresso.

Radar SPS-48 Egito
Radar SPS-48 LBR

“A proposta de venda desses equipamentos e suporte não alterará o equilíbrio militar básico da região. O contratante principal será L3 Harris Surveillance Systems, Van Nuys, CA. Não há acordos de compensação conhecidos propostos em relação a esta potencial venda.”

Continua depois do anúncio