A Flybondi é uma nova companhia aérea de baixo custo, com sede na Argentina, e já tinha declarado anteriormente o interesse de operar para diversas cidades do Brasil.

E nesta última quarta-feira a companhia solicitou voos para 14 cidades do Brasil, à Administração Nacional da Aviação Civil da Argentina.

A empresa ainda precisa protocolar essas rotas na ANAC, e fazer um detalhamento das operações no país, inclusive quais voos regulares.

Mas se depender das rotas solicitadas até o momento a cidade que mais vai receber voos regulares da Flybondi é Florianópolis, com 18 frequências por semana saindo de Córdoba, seguido de Brasília, com 13 frequência semanais a partir de Puerto Igauzú e 9 de Córdoba.

A lista se completa com voos para Porto Alegre e Curitiba, partindo de Córdoba, com 9 frequências semanais para cada cidade. Além de uma ligação entre Rio de Janeiro e San Salvador de Jujuy, com 9 frequências semanais, e para Bahía Blanca com 2 voos semanais.

A companhia solicitou voos de Mendonza para o Rio de Janeiro e de Rosário para Belo Horizonte, todos com duas frequência por semana. A lista tem até mesmo voos de Bariloche para Brasília, além de rotas envolvendo João Pessoa, Manaus, Fortaleza, Salvador e São Paulo.

Isso surpreende um pouco por não indicar tantos voos com foco em Buenos Aires, e mostrar uma maior ligação fora dos grandes centros do Brasil com cidades secundárias da Argentina. Resta saber se a companhia vai conseguir realmente atender todos esses voos solicitados e se o mercado não vai saturar nesse período, são mais de 280 rotas.

A maior concorrência da Flybondi deverá vir de companhias do próprio país, como a Norwegian, que também tem interesse de voar para mais de 20 cidades do Brasil, e outras, como a Andes. Já no Brasil a Flybondi terá que sofrer a resistência da GOL e LATAM nos voos internacionais, considerando que essas empresas tem uma maior conectividade no mercado brasileiro.

O prazo de concessão desses voos é de 15 anos, e após isso a companhia precisa solicitar novamente a operação nessas rotas. O resultado final das solicitações saem após o dia 05 de outubro, quando ocorrerá uma audiência com as companhias que também solicitaram rotas.