Início Militar França adquire capacetes com display integrado e telas multifuncionais para o Rafale...

França adquire capacetes com display integrado e telas multifuncionais para o Rafale F4

Piloto no assento traseiro de um Rafale B F4.1 com o sistema Scorpion montado no capacete. Imagem: DGA/Captura de tela.

A Thales recebeu um contrato para fornecer 350 capacetes Scorpion com display integrado (HMD) e 400 telas multifuncionais sensíveis ao toque para equipar os Dassault Rafale da Força Aeroespacial e Aviação Naval Francesas que serão atualizados para o padrão F4. A companhia foi contratada pela Diretoria Geral de Armamentos (DGA) do Governo Francês. 

Juntamente com os sistemas de armas da aeronave, o a mira integrada e o display montados no capacete Scorpion aumentam a consciência situacional tática e permitem que as tripulações respondam mais rapidamente e com maior agilidade a uma ampla gama de ameaças. Sua implantação progressiva no Rafale F4 será uma vantagem decisiva para garantir o sucesso das missões e proteger as populações, disse a Thales em comunicado emitido na quinta-feira (22). 

Em abril, a França conduziu os primeiros testes com dois caças atualizados para o padrão 4.1, sendo um Rafale B da Força Aérea e um Rafale M da Marinha. Nos ensaios, os pilotos empregaram o capacete Scorpion da Thales. 

Piloto de Rafale M com um capacete equipado com o Scorpion da Thales. Imagem: DGA/Captura de tela.

Usado em diversas plataformas, como A-10C Thunderbolt II, F-5AT Tiger II aggressor e F-16 Fighting Falcon, o Thales Scorpion funciona projetando informações de voo e datalink em um monóculo montado sobre o olho direito do tripulante, diferente do JHMCS americano usado por múltiplos países, onde a informação é projetada na viseira do capacete.

A simbologia do HMD reúne informações dos sensores a bordo da aeronave para ajudar os pilotos a realizar suas missões mesmo nas situações mais desafiadoras, criando continuum entre a cabine e o mundo externo para melhorar radicalmente a consciência tática. Juntamente com o sistema de armas, o visor pode ser usado para designar e rastrear alvos em qualquer lugar no campo de visão do piloto, à luz do dia e à noite.

Piloto de um EF-18M Hornet da Força Aérea Espanhola usando o Thales Scorpion. Foto via Aviation Today.
“ Quando o sucesso de uma missão é decidido em uma fração de segundo, as tripulações devem ser capazes de entender o ambiente tático rapidamente e interagir intuitivamente com os sistemas da aeronave”, disse Jean-Paul Ebanga, vice-presidente da Thales para aviônicos.
Piloto de um F-5AT Tiger II da companhia civil TacAir usando um capacete Thales Scorpion. Foto: Brad Holeski @short.stories.of.a.shutter
“Estamos muito satisfeitos por ter esta oportunidade de fornecer às futuras tripulações do Rafale F4 uma vantagem operacional que será crítica para o sucesso de suas missões, graças aos equipamentos de última geração que oferecem recursos de exibição avançados e interação aprimorada com os sistemas de armas.” 

Já as 400 telas multifuncionais digitais substituirão os visores laterais dos Rafale em serviço com a França, que são usados ​​principalmente para informar o piloto sobre o status dos sistemas da aeronave e fornecer imagens de seus sensores a bordo. O novo equipamento oferece uma área de exibição maior, uma interface de tela sensível ao toque aprimorada e maior poder de processamento, destaca a fabricante. 

Armamentos e sensores do Dassault Rafale. Imagem: Fischer/Dassault.

Anunciada pela Dassault em janeiro de 2019, o padrão Rafale F4 traz melhorias ao(s):

  • Radar de varredura eletrônica ativa (AESA) Thales RBE2
  • Pod de pontaria de identificação de alvos Thales TALIOS
  • Pod RECO NG de reconhecimento
  • Sistemas de comunicação
  • Suíte de guerra eletrônica

Também adiciona:

  • Integração com os mísseis MICA NG
  • Bombas guiadas modulares AASM de 1000 kg 
  • Nova unidade de controle dos motores Snecma M88

Rafale C carregando um pod de reconhecimento Thales RECO-NG. Foto: Thales.

DEIXE UMA RESPOSTA