Assim como anunciado anteriormente, o Governo Federal vai vender a parcela da Infraero nos terminais já concedidos à iniciativa privada, como Brasília, Confins, Galeão e Guarulhos, após uma decisão de acabar com as operações da Infraero ainda neste governo.

E de acordo com o Secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, o prazo é curto. O Governo quer repassar em até dois anos o controle da Infraero nesses aeroportos, que é de 49%.

Os primeiros sinais de agilidade já estão surgindo, o governo está avaliando os valores da sua participação nesses aeroportos, para depois organizar um leilão.

Para Ronei, a nova concessão de Viracopos já será no modelo sem participação da Infraero.