JetBlue já definiu o interior que utilizará no Airbus A220-300

A JetBlue revelou recentemente, para os seus funcionários, algumas características do novo A220-300 da companhia, que chega em 2020 para substituir a mescla de aeronaves A320ceo e E190 da companhia.

O novo avião da JetBlue deverá ter 140 assentos, em uma configuração de Classe Econômica, mas com presença da Premium Economy nas primeiras fileiras. A configuração de fileira deverá ser no clássico 3-2 da aeronave da Bombardier, que comporta mais passageiros.

Vale ressaltar que o A220-300 pode ser configurado com até 160 assentos.

Isso permitirá que o assento na Econômica Padrão tenha cerca de 32 a 33 polegadas de espaço, ampliando o conforto para o passageiro, principalmente comparando com outras companhias americanas.

A Swiss e a Air Baltic utilizam o A220-300 com 145 assentos em classe única, e mesmo assim oferecem um espaço de 34 polegadas na Economy Premium e 31 na Economy.

Com todo esse conforto o foco é atrair o mercado corporativo principalmente em Boston.

A companhia receberá esses aviões da encomenda a partir de 2020, sendo cinco unidades no primeiro ano, indo até 2025. Todos os aviões serão montados nos Estados Unidos, na nova linha de montagem final que a Airbus construirá em Mobile, no Alabama, onde já tem uma unidade de montagem para a família A320.


A JetBlue estima que a A220 reduzirá os custos operacionais em 29% por assento, compreendendo uma redução de 40% nos custos com combustível e 22% nas despesas não relacionadas a combustível, quando comparada com a frota da Embraer E190. O lucro adicional por aeronave será entre US$ 4 a US$ 5 milhões, trimestralmente.

DEIXE UMA RESPOSTA