LATAM
Crédito: Divulgação LATAM

A LATAM anunciou que, até 2023, eliminará 100% dos plásticos de uso único utilizados em sua operação por meio de iniciativas como a mudança de materiais a bordo, a incorporação de itens mais sustentáveis e dos programas de reciclagem e reutilização do grupo.

Mudanças graduais estão sendo implementadas dentro das aeronaves. A partir de 1º de junho, todos os voos internacionais passam a contar com bolsas reutilizáveis ​​para guardar os itens da classe Premium Business.

Além disso, foram lançados recentemente os novos kits de viagem para os passageiros da classe Premium Business, que incorporam elementos mais sustentáveis, como escovas de bambu e embalagens em papel kraft.

Na classe Economy, mudanças importantes serão anunciadas nas próximas semanas com relação aos materiais de todos os itens do serviço (copos, talheres, pratos), que serão substituídos por materiais reutilizáveis ​​e/ou recicláveis. No curto prazo, a iniciativa permitirá a eliminação de mais de 1.000 toneladas de plásticos de uso único, o equivalente a 36.000 garrafas plásticas de 500ml.

Já a LATAM Cargo está implementando cinco projetos-piloto com a expectativa de reduzir em mais de 60% o uso de plástico nas operações de carga. Destaque para a iniciativa que visa substituir o plástico que envolve a carga por mantas reutilizáveis ​​ou capas impermeáveis.

“As metas propostas nos desafiam a repensar o desenho, os materiais e os protocolos do nosso serviço de bordo. Entendemos que este é um processo gradual e que ainda temos muito a aprender, mas continuaremos trabalhando para implementar mudanças concretas que nos permitam gerar um impacto maior em benefício das nossas comunidades e ecossistemas”, afirma Paulo Miranda, vice-presidente de Clientes do LATAM Airlines Group.

LATAM
Crédito: Divulgação LATAM

Somam-se a essas ações a reciclagem e a reutilização. Nos voos domésticos do Chile, Peru, Colômbia e Equador, a LATAM conta com o programa “Recicla Sua Viagem”, por meio do qual a tripulação de cabine separa o plástico e as latas a bordo. No caso da Colômbia, essa separação é feita em terra.

Além disso, junto com mulheres empreendedoras e organizações parceiras, o grupo continua com o seu programa de reaproveitamento de uniformes no Peru, Chile, Colômbia, Equador e Brasil, dando uma segunda vida aos uniformes que não estão sendo mais utilizados.

Essas iniciativas fazem parte da estratégia de sustentabilidade da LATAM, que conta com metas como ser zero resíduo para aterros sanitários até 2027, compensar 50% das emissões domésticas até 2030 e ser carbono neutro até 2050.