Alitalia Itália
Foto - Alitalia

O futuro da Alitalia começa a ganhar novos rumos, pois o acordo com a União Europeia foi fechado e agora as grandes mudanças devem acontecer. A maior delas deverá ser a extinção da marca Alitalia depois de 75 anos de operações.

Os ministros italianos responsáveis pela administração da situação atual da companhia aérea firmaram um acordo com o vice-presidente da União Europeia e Presidente da Comissão de Política de Concorrência, Margrethe Verstager. 

O acordo ainda será finalizado na próxima semana, inicialmente alguns termos foram acordados. Um dos principais assuntos debatidos foi a extinção da marca Alitalia que deverá ser concretizada, o que irá fazer com que toda a estrutura da empresa seja reformulada. 

A nova empresa resultante das mudanças na Alitalia será menor em tamanho de frota e número de colaboradores, de acordo com o que apurou o jornal italiano La Repubblica. Curiosamente a nova companhia é batizada no momento de ITA, assim como podemos chamar a mais nova aérea do Brasil, a Itapemirim. A nova companhia vai substituir totalmente a Alitalia, que será liquidada após o final do processo.

Para isso, a ITA deve adquirir todas as operações da Alitalia, incluindo os slots nos aeroportos, e as operações da nova aérea devem começar antes do final de abril. De acordo com a publicação do jornal, para aproveitar o período de verão na Europa, mesmo com a pandemia.

A nova frota deverá contar com até 45 aeronaves, atualmente a frota da Alitalia é de 110 aviões. Ao todo deverão ser cortados os 11.500 funcionários para apenas 2.850. A parte principal a ser negociada é o financiamento da nova empresa que deverá ser feito pela NewCo. 

Até o momento, cerca de US$ 2 bilhões(€ 1,7 bilhão) a serem investidos na empresa foram permitidos de forma inicial. O restante deverá ser pago em duas parcelas de US$ 1,4 bilhão(€ 1,2 bilhão), resultando em um total de US$ 3 bilhões financiados para a nova companhia aérea italiana. 

 

Fonte: Airways Magazine