O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, recebeu, na noite desta quinta-feira (16), o 38º voo da LATAM trazendo carregamento de máscaras importadas pelo Governo Federal para combate à Covid-19.

A aeronave pousou no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos/SP, por volta das 23h, com 4 milhões de máscaras N95, modelo mais indicado para proteger profissionais de saúde expostos ao vírus.

Foi o penúltimo voo da operação especial, coordenada pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra) em parceria com a LATAM Airlines, para viabilizar a logística e a distribuição dos equipamentos para todo o Brasil.

“É importante lembrar que havia incertezas no início da operação, com escassez de EPIs no mundo e registros de apreensão das cargas em alguns países”, disse Tarcísio de Freitas, que comemorou o sucesso da operação e a garantia do abastecimento do sistema de saúde brasileiro.

Desde o dia 6 de maio, o país já recebeu 237 milhões de máscaras cirúrgicas e do tipo N95 de um total de 240 milhões de unidades adquiridas pelo Ministério da Saúde. O último voo está previsto para o próximo domingo (19/07).

Ao lado do CEO da LATAM Brasil, Jerome Cadier, e do presidente do GRU Airport, Gustavo Figueiredo, o ministro cumprimentou tripulantes e profissionais de terra envolvidos na megaoperação. Tarcísio de Freitas destacou o engajamento dos funcionários da LATAM e do Aeroporto de Guarulhos, que demonstraram orgulho no desempenho da missão.

“Mais do que um mero frete, os pilotos e o pessoal de terra perceberam que estavam a serviço do país e deram demonstrações de amor ao Brasil no enfrentamento a essa pandemia”, afirmou Freitas.


O CEO da LATAM Brasil agradeceu e ressaltou a importância da aviação para o país.

“Foi uma honra para a LATAM participar de toda essa logística especial de combate à pandemia e mais uma vez a aviação foi essencial para a sociedade brasileira. Essa parceria com o Ministério da Infraestrutura foi sem dúvida uma megaoperação inédita para o Brasil, que atravessou 11 fusos horários diferentes. Esse é o resultado de um trabalho conjunto de excelência conduzido por muitas pessoas, incluindo profissionais do Ministério da Infraestrutura e colaboradores da LATAM, entre pilotos, copilotos, despachantes operacionais, funcionários de carga, coordenadores, planejadores e supervisores”, disse Jerome Cadier.

LOGÍSTICA

O presidente da concessionária GRU Airport, terminal que recebeu todos os 38 voos, destacou a agilidade da operação para processar e liberar as cargas de EPIs.

“O GRU Airport empenhou toda dedicação para realizar seu papel logístico com eficiência, rapidez e qualidade dentro da megaoperação coordenada pelo governo federal para receber esses importantes EPIs no Brasil. Estamos preparados para a retomada do setor, com todos os protocolos sanitários já inseridos em nossos processos operacionais e infraestrutura adequada para o trânsito tanto de passageiros quanto de cargas em nossas instalações”, disse Gustavo Figueiredo.

O voo JJ9557, proveniente de Guangzhou (China), aterrissou no Aeroporto Internacional de Guarulhos/SP às 23h desta quinta, após escala em Amsterdã (Holanda). As máscaras N95 foram transportadas em aeronave de passageiros Boeing-777.

Além do porão da aeronave, a cabine foi adaptada para receber as 4 mil caixas do produto, que será distribuído pelo Ministério da Saúde entre as 27 unidades da federação.

Para auxiliar no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Infraestrutura desenvolveu um plano de logística e distribuição, em apoio ao Ministério da Saúde e aos governos estaduais e municipais.

O plano nacional abrange ações para viabilizar a chegada de 960 toneladas de máscaras importadas, articulação com órgãos governamentais que atuam nos aeroportos para prioridade no desembaraço aduaneiro e apoio na distribuição dos equipamentos nos estados. A operação será concluída com a chegada do 39º voo, prevista para domingo (19).

MÁSCARAS COMPRADAS PELO GOVERNO FEDERAL QUE CHEGARAM AO BRASIL

DATAS – QUANTIDADES

06/05 – 4.432.000 unidades
10/05 – 6.106.000 unidades
11/05 – 1.770.000 unidades
15/05 – 6.348.000 unidades
17/05 – 6.220.000 unidades
19/05 – 7.220.000 unidades
21/05 – 2.150.000 unidades – Modelo N95
22/05 – 6.568.000 unidades
24/05 – 7.156.000 unidades
26/05 – 8.492.000 unidades
28/05 – 2.851.000 unidades – Modelo N95
29/05 – 7.068.000 unidades
31/05 – 7.480.000 unidades
02/06 – 9.190.000 unidades
04/06 – 2.480.000 unidades – Modelo N95
06/06 – 7.290.000 unidades
07/06 – 7.504.000 unidades
09/06 – 8.736.000 unidades
11/06 – 3.563.200 unidades – Modelo N95
13/06 – 6.728.000 unidades
14/06 – 6.704.000 unidades
16/6 – 8.720.000 unidades
18/06 – 4.380.000 unidades – Modelo N95
20/06 – 6.904.000 unidades
22/06 – 6.958.000 unidades
24/06 – 8.988.000 unidades
26/06 – 2.897.500 unidades – Modelo N95
28/06 – 7.184.000 unidades
30/06 – 9.144.000 unidades
02/07 – 3.619.500 unidades – Modelo N95
04/07 – 8.400.000 unidades
05/07 – 3.942.000 unidades – Modelo N95
07/07 – 11.800.000 unidades (recorde)
09/07 – 3.809.000 unidades – Modelo N95
10/07 – 7.942.000 unidades
12/07 – 3.438.000 unidades – Modelo N95
14/07 – 9.150.000 unidades
16/07 – 4.000.000 unidades – Modelo N95

 

DEIXE UMA RESPOSTA