SU-30 MKI. Foto/Divulgação Twitter Indian Airforce

O Comandante da Força Aérea Indiana, o marechal-chefe da Aeronáutica RKS Bhadauria. O recém nomeado comandante deu detalhes de como será a frota de caças da IAF nos próximos anos.

Um dos planos apresentados por Bhadauria, seria que a IAF tenha 37 esquadrões ativos até 2025. Nesse tempo a aposentadoria dos antigos MIG-21e dos Dassault Jaguar aconteceria, bem como a compra de novos caças, como o Rafale, que já estão sendo entregues aos militares indianos.

Comandante da IAF, RKS Bhadauria Foto: Business-Standard

“Tivemos que abandonar o plano de reativação do Jaguar, porque foi adiado de forma excessiva e o custo foi muito alto”, disse o chefe da IAF.

“Os MiG-21 que não são da BISON se aposentarão até o final deste ano, ou até março de 2020, no máximo. Somente a frota MiG-21 BISON será deixada e continuará até o final de sua vida técnica [em 2021]”, disse ele.

O chefe da IAF confirmou que compraria 21 caças MiG-29 já construídos na Rússia. “Vamos entrar no 21 MiG-29, que já foi informado [a Moscou]”, disse ele.

“Estamos caminhando para encomendar mais 12 Sukhoi-30. Se precisamos de mais algumas aeronaves que serão eliminadas gradualmente a partir de 2025 … teremos que dar uma olhada mais tarde. Mas, no momento, 12 é o que está sendo seguido imediatamente ”, disse Bhadauria.

 

Fonte de apoio: Business-Standard/ Edição: Aeroflap


DEIXE UMA RESPOSTA