F-35C pouso CVN-70
F-35C do VFA-147 pousando a bordo do USS Carl Vinson. Foto: US Navy.

O piloto de um F-35C Lightning II da Marinha dos EUA ejetou durante um “acidente no pouso” a bordo do porta-aviões USS Carl Vinson (CVN-70), no Mar do Sul da China, nesta segunda-feira (24). Sete pessoas se feriram. 

O caça estava realizando operações de voo de rotina no Mar da China Meridional, quando sofreu um acidente no pouso, informou a Marinha na noite de hoje. O piloto foi resgatado por um helicóptero e se encontra em condições estáveis.

Sete marinheiros que estavam no deque ficaram feridos; três foram evacuados da embarcação e levados para uma instalação de tratamento médico nas Filipinas, apresentando condições estáveis. Os outros quatro foram tratados por pessoal médico a bordo do navio. Três já foram liberados. 

Continua depois do anúncio
Um F-35C do VFA-147 taxiando no Carl Vinson durante navegações no Mar das Filipinas no dia 22/01. Foto: US Navy.

A Marinha não deu detalhes quanto ao estado da aeronave, mas afirma que o acidente já está sob investigação. O caça pertencia ao esquadrão VFA-147 Argonauts, atribuído à Carrier Air Wing (CVW) 2. Esta é a primeira unidade de F-35C a participar de uma viagem operacional, que teve início em agosto de 2021

O USS Carl Vinson é o primeiro porta-aviões dos EUA a operar com a ala aérea embarcada integrada da US Navy, também chamada de Ala do Futuro. A grande diferença é que os já conhecidos F/A-18E/F, EA-18G, E-2D Hawkeye e os helicópteros Seahawk estão operando junto dos F-35C e dos CMV-22B Osprey.

O CVN-70 estava realizando operações junto com outro porta-aviões dos EUA, o USS Abraham Lincoln, que também está com uma ala aérea integrada. A movimentação das duas embarcações nucleares de Washington – junto de navios de desembarque anfíbio – em uma clara demonstração de poder, pode ter sido um “gatilho” para a China, que enviou dezenas de aviões para a zona de identificação aérea de Taiwan.

Continua depois do anúncio

Este é o segundo acidente com um F-35 em 20 dias. No dia 04 de janeiro, um F-35A da Força Aérea Sul Coreana fez um pouso de barriga após colidir com um pássaro.