Área do lago na visão do rover Curiosity.

O rover Curiosity que está em Marte desde 2012 passou esse último final de semana explodindo com um laser uma rocha que despertou o interesse dos cientistas aqui na Terra.

A rocha com cores incomuns entender mais sobre a história do planeta vermelho que desperta muito o interesse de nós terráqueos. Com o laser será possível analisar a parte interior dessa rocha e analisar com dados químicos possíveis elementos que lá se encontram.

De acordo com o portal Digital Trends essas cores podem há ou houve presença de compostos orgânicos. Entretanto, tal confirmação poderá sair só quando o rover Perseverance chegar à Marte em 2021.

Imagem feita pelo Curiosity do solo marciano- Foto: NASA

“Curiosity foi projetado para ir além da busca do Opportunity pela história da água [em Marte]”, explicou Abigail Fraeman, cientista da Nasa para projetos de exploração no Sistema Solar. “Estamos descobrindo um mundo antigo que ofereceu vida à base de apoio por mais tempo do que imaginávamos”, acrescentou.

O rover Perseverance é um laboratório móvel, tem diversos equipamentos de exploração geológica e sua meta é descobrir vidas microbianas passas. O rover, que está previsto para ser lançado no dia 30 de julho, leva com ele um pequeno helicóptero, que inclusive foi abordado em um artigo especial do portal Aeroflap.

Esse mês de julho está sendo importante para os avanços científicos em Marte, isso porque três missões tem como destino o planeta marciano, a primeira delas, a sonda Hope, já foi lançada no último dia 19.

A próxima na lista é a missão chinesa Tianwen-1 que enviará ao planeta um orbital e um pequeno rover. Por último temos a já anunciada missão Mars 2020, com o rover Perseverance.


 

DEIXE UMA RESPOSTA