Curiosidade: O helicóptero que vai voar em Marte

Ingenuity Mars Helicopter - Arte-NASA

No dia 22 de julho irá acontecer mais um lançamento importante esse ano. Na verdade um dos mais importantes lançamentos dos último ano, trata-se da Missão Mars 2020. O Rover Mars Perseverance será lançado pelo foguete Atlas V da ULA, a partir do Kennedy Space Center, no Cabo Canaveral, Flórida.

O rover fará novas explorações pelo marciano. A janela de lançamento do foguete Atlas V com o rover Perseverance está planejada até o dia 11 de agosto.

O rover é o mais moderno a ser enviado a Marte, ele se juntará com os outros rovers já enviados, o último chegou à marte em 2012, trata-se do rover Curiosity, que recentemente enviou uma foto da Terra e de Vênus.

Foguete ULA Atlas V- Foto: NASA

Entre as várias curiosidades do Perseverance está no helicóptero que será usado no nosso planeta vizinho, isso mesmo, a Nasa, junto com a JPL-Caltech e a Lockheed Martin Space projetaram um drone-helicóptero para realizar voo experimentais experimente em Marte.

 

Mas como que funciona esse helicóptero?

O foco da missão do Ingenuity Mars Helicopter (nome oficial do drone-helicóptero), é provar que um voo controlado em Marte é possível.

O Ingenuity está instalado na barriga do rover Perseverance e precisa sair de lá com segurança. Para isso testes foram feitos e podemos ver como funcionará essa fase da missão no vídeo abaixo:


“O engenho é diferente de qualquer outro helicóptero já construído, porque o voo controlado em Marte é diferente de tudo o que já foi tentado”, disse MiMi Aung, gerente de projeto do Mars Helicopter no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA no sul da Califórnia. “E então tivemos que descobrir como pegar uma carona e ser implantados com segurança a partir do rover Mars 2020 Perseverance”. O ingenuity tem computadores, câmeras, baterias e similares, seu peso é de 2Kg

O desacoplamento do Perseverance será feito cerca de dois meses após a aterrissagem do rover. É preciso estudar o local certo para a operação do pequeno helicóptero, segundo os cientistas a liberação do helicóptero e o primeiro voo são os passos mais delicados da missão.

Rover Mars Perseverance – Foto: NASA

“O processo em si consiste em “um mecanismo de bloqueio que mantém o helicóptero no lugar. Em seguida, um dispositivo pirotécnico de corte de cabo é acionado, permitindo que um braço com mola que segura o helicóptero comece a girar o engenho para fora de sua posição horizontal. Ao longo do caminho, um pequeno motor elétrico puxará o braço até travar, deixando o corpo do helicóptero completamente vertical com duas de suas pernas de pouso acionadas por mola. Outro fogo pirotécnico, liberando as outras pernas”.

A fonte de energia da baterias do ingenuity é por painel solar, algo que é muito comum em veículos espaciais.

O motivo de um helicóptero em Marte:

Ingenuity Mars Helicopter- Foto: NASA

Pensando em um futuro possível que ocorra missões tripuladas à Marte, os drones-helicópteros podem atuar batedores de tripulações, transporte de carga, investigar cavernas e outros buracos que não é possível a entrada de um astronauta, entre outras.Mas antes de fazer isso é necessário mandar um helicóptero teste para realizar tais missões.

 

A Missão Mars 2020:

O foco da missão terá um foco mais aprofundado na descoberta de sinais de vida microbiana passadas. O rover fará experimentos coletando amostrar para um possível retorno do rover a Terra.

O local de pouso do Rover está calculado para ser na Cratera Jazero. A chegada do Perseverance está planejada apara o dia 18 de fevereiro de 2021, totalizando assim os quase oito meses de viagem entre a Terra e Marte, que por efeito de curiosidade a distância é de mais ou menos 100 milhões de quilômetros.

Rover Mars Perseverance – Foto: NASA

 

Lançamento e retorno da Crew Dragon:

No início dessa matéria foi dito que esse seria um dos lançamentos importantes deste ano, o primeiro foi em maio com os astronautas, Doug Hurley e Bob Behnken, que foram ao espaço pela nave Crew Dragon da Space X. Atualmente os astronautas estão na Estação Espacial Internacional (ISS) junto com outros três tripulantes que já estavam lá, sendo um astronauta dos EUA e dois cosmonautas da Rússia.

Nessa semana foi dito pela NASA que os testes com a Crew Dragon da SpaceX na ISS até o momento estão saindo bem e o retorno da Dragon com os astronautas Doug Hurley e Bob Behnken deverá acontecer no dia 2 de agosto.

 

Missão Artemis: Lua em 2024:

Outras missões tripuladas deverão acontecer nos próximos anos, uma delas é a missão Artemis, que será a volta do homem e de pela primeira vez uma mulher a Lua. A previsão para esse missão é para 2024. No vídeo abaixo é explicado como será essa missão:

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA