A Boeing chegou a um acordo de compensação com outra companhia aérea pelas perdas causadas pelo aterramento do seu 737 MAX.  A Turkish Airlines anunciou à bolsa de valores de Istambul que havia concordado com um valor final de compensação, embora não tenha declarado o valor específico.

A Turkish Airlines tem um total de 24 aeronaves Boeing 737 MAX, que paralisados em solo logo após o acidente fatal com um 737 MAX da Ethiopian.

Provavelmente o acordo com a Boeing tem um valor total de US$ 225 milhões,  supostamente US$ 150 milhões serão pagos como compensação direta pela perda de lucro, com os US$ 75 milhões restantes cobrindo outros elementos mais complexos, como treinamento de pilotos e peças de reposição.

Foi relatado no início de dezembro que a Turkish Airlines estava se preparando para levar a Boeing ao tribunal por causa da questão, mas as notícias desse acordo sugerem que a Boeing prefere se estabelecer fora dos tribunais do que arriscar perder uma batalha legal. 

A Boeing sem dúvida sabe que entrar em um processo judicial abriria chances para outras companhias aéreas optarem pela mesma atitude.

A Turkish Airlines continua com perspectiva de receber nos próximos anos 75 aviões da família 737 MAX.