USAF quer reduzir frota de seus B-1 Lancer para manter algumas unidades em pronta ação

Bombardeiros B-1B Lancer chegando à base aérea de Guam- Foto: USAF

A USAF pretende aposentar os bombardeiros B-1B Lancer que estão mais propensos a dar problema e manter algumas unidades em pronta ação até a renovação da forta de bombardeiros da USAF. 

Inclusive, o Congresso norte-americano já autorizou a USAF a aposnetar algumas unidades do bombardeiro supersônico. Para ser mais exato das 62 unidades existentes, a USAF vai manter na ativa 45 bombardeiros.

Com esse retirada a força aérea dos EUA vai poder ter recursos suficientes para reparos e modificações estruturais do B-1 para “nos levar o tempo que precisarmos para o B-1 voar”, Brig. O general John P. Newberry disse à revista Força Aérea em uma entrevista ao site Air Force Magazine.

Problemas de operação:

O B-1 foi usado no Afeganistão e no Iraque como uma plataforma de apoio aéreo aproximado de alta velocidade, vagando por longos períodos em grandes altitudes com suas asas giratórias estendidas para frente, até recebendo uma chamada para correr para apoiar as tropas que precisam de apoio aéreo.

B-1B Lancer decola da base aérea de Andersen- Foto da USAF

No entanto, a aeronave foi projetada como um penetrador estratégico, voando baixo e rápido, com asas voltadas para trás. Voar com as asas estendidas por longos períodos, enquanto carrega cargas pesadas, coloca anos de estresse extra pesado no mecanismo de giro e nos pontos de fixação.

Pensando na melhor forma de manter a vida útil da aeronave foi vetado as missões de apoio aéreo aproximado com os Lancers, apenas missões de força-tarefa de bombardeiros foram realizadas.

Caminho para o futuro:

Além do B-1B Lancer, a USAF emprega do clássico B-52 e o furtivo e caro B-2A Spirit. O cenário da aviação de bombardeiros da USAF vai mudar com a chegada do B-21 Rider,


Futuro bombardeiro estratégico dos EUA., B-21. Arte- USAF

No entanto, a USAF quer manter ainda por mais tempo outra aeronave d esua frota, trata-se do clássico B-52 (BUFF). Os militares da USAF querem fazer uma senhora modernização na aeronave, desde sistemas internos até novos motores. Ou seja, se tudo sair conforme o planejado vamos ver o BUFF voando por um bom tempo.

B-52H Stratofortress

 

DEIXE UMA RESPOSTA