A Airbus entregou o primeiro A350 produzido no seu centro de conclusão e entrega de fuselagem larga em Tianjin (C&DC), na China, dando passos adicionais na expansão de sua presença global e parceria estratégica de longo prazo com o país asiático.

A aeronave A350-900 foi entregue para a China Eastern Airlines, a maior operadora de Airbus da Ásia e a segunda maior do mundo.

No final de junho de 2021, a China Eastern Airlines operava uma frota Airbus de 413 aeronaves, incluindo 349 aeronaves da família A320, 55 aeronaves da família A330 e nove aeronaves A350.

“Estou orgulhoso que a Airbus estendeu com sucesso a capacidade de produção em Tianjin para o A350, mesmo em um momento tão difícil da aviação global”, disse George Xu, vice-presidente executivo da Airbus e CEO da Airbus China. 

“Este é um novo marco na cooperação de longo prazo entre a China e a Airbus, o que demonstra ainda mais o compromisso da Airbus com o país. Parabéns à China Eastern Airlines, nosso parceiro estratégico de longo prazo, por receber o primeiro A350 produzido na China, e agradeço sua confiança na Airbus e em nossos produtos, como sempre”, completou George Xu.

Localizado no mesmo local que a linha de montagem final da família A320 e o centro de entrega da Airbus em Tianjin, o C&DC cobre as atividades de conclusão da aeronave, incluindo instalação da cabine, pintura da aeronave e testes em voo, bem como o voo de aceitação do cliente e a entrega da aeronave .

O centro foi inaugurado em setembro de 2017 para atender somente o A330. Então, durante a visita do presidente francês Emmanuel Macron à China em 2019, um Memorando de Entendimento sobre o Desenvolvimento da Cooperação Industrial foi assinado em Pequim por He Lifeng, Presidente da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC) da China, e Guillaume Faury, CEO da Airbus, anunciando que o C&DC estenderia sua capacidade para aeronaves A350.

 

DEIXE UMA RESPOSTA