Gripen E-Foto/Divulgação- SAAB

Segundo o jornal francês La Tribune, a empresa europeia de fabricação de armamnetos MBDA fechou um acordo para a venda de 100 mísseis ar-ar Meteor. Mas ainda não houve uma informação vinda direto da FAB.

Caso essa compra veja efetivada o custo seria de 200 milhões de euros, os armamentos equipam os caças Rafale e Eurofighter na europa e são conhecido por serem eficazes.

O novo míssil que deverá ser usado nos Gripens tem capacidades de atingir até Mach 4, além de capacidade multi-disparo contra alvos em manobra, ou seja, mesmo que o caça inimigo manobre o míssil se mantém focado no alvo até o atingir. O armamento europeu tem também capacidade de uso BVRAAM, ou seja longa distância e guiado por radar.

Os Mísseis ar-ar Meteor tem capacidade de longo alcance- Foto: Saab

O primeiro Gripen da FAB já está em fase avançada de desenvolvimento pela SAAB, na Suécia e fará o primeiro voo em agosto deste ano e chegará à Força Aérea Brasileira em 2021.

Ao todo o Brasil comprou 36 unidades do caça da geração 4.5, alguns deles serão construídos aqui no Brasil, sobe controle da Embraer. Os caças serão construídos na unidade de Gavião Peixoto-SP e começaram a ser entregue aos pilotos da FAB em 2024 e ficaram sediados na ALA-2, em Anápolis-GO.

Fonte de apoio: La Tribune/ Edição: Aeroflap