• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Caças para a Ucrânia: Polônia e Eslováquia vão doar jatos MiG-29 Fulcrum

MiG-29 Fulcrum Polônia
MiG-29 Fulcrum da Força Aérea Polonesa. Foto: Tim Felce via Wikimedia (CC BY-SA 2.0)

Pouco mais de um ano após ser invadida pela Rússia, a Ucrânia finalmente deve receber aviões de caça de países parceiros. Os governos da Polônia e Eslováquia confirmaram hoje (17) a intenção de doar seus próprios jatos Mikoyan MiG-29 Fulcrum. 

As duas nações, ambas parte da OTAN, serão as primeiras a dar aviões para a Força Aérea Ucraniana (UAF). O presidente polonês Andrzej Duda afirmou ontem (16) que quatro MIGs serão enviados à Ucrânia nos próximos dias. A Polônia vai enviar outros 14 aviões, que atualmente passam por manutenção antes da entrega à Ucrânia. 

“Em primeiro lugar, literalmente nos próximos dias, entregaremos, pelo que me lembro, quatro aeronaves para a Ucrânia em pleno funcionamento”, disse o presidente. “Eles estão nos últimos anos de funcionamento, mas estão em boas condições de funcionamento.”

MiG-29 Eslováquia

MiG-29 Fulcrum eslovaco.

Um dia após a declaração de Duda, foi a vez do primeiro-ministro da Eslováquia anunciar a doação de caças. “Hoje, o governo decidiu e aprovou por unanimidade um acordo internacional (sobre a doação)”, disse Eduard Heger na manhã desta sexta-feira (17).

“O processo de entrega desses caças é coordenado de perto com o lado polonês, com a Ucrânia e, claro, com outros aliados”, completou Heger, afirmando ainda que o país vai receber uma compensação da União Europeia, além de ter fechado um acordo com os Estados Unidos sobre entregas de material militar no valor de cerca de US$ 700 milhões, segundo Reuters.

Os dois países já doaram uma série de materiais bélicos de vários tipos, incluindo carros de combate, artilharia, armas pequenas e mísseis antiaéreos portáteis e de longo alcance. 

MiG-29 polônia pouso

MiG-29 polonês. Foto: Chris Lofting via Wikimedia.

Ambos também já vinham sinalizando a transferência dos seus caças, especialmente a Polônia, que em março do ano passado chegou a afirmar que estava disponibilizando sua frota de MiG-29 à Kiev, mas recuou por pressão dos EUA.

Já a Eslováquia, que aposentou seus próprios MiGs em agosto de 2022, reforçou ainda em dezembro que estava pronta para repassar os jatos fabricados na antiga URSS.

Atualmente, a Força Aérea Polonesa possui 48 caças F-16C/D Fighting Falcon Block 52 e 28 caças MiG-29/MiG-29UB Fulcrum, adquiridos da Alemanha após a reunificação do país. A Força Aérea da Eslováquia aposentou 10 MiG-29AS e um MiG-29UBS. 

MiG-29 Ucrânia

Caça Mikoyan Gurevich MiG-29 Fulcrum da Força Aérea Ucraniana.

A transferência dos aviões vem depois de inúmeros apelos de Kiev ao longo dos últimos 12 meses de luta contra as tropas de Vladimir Putin. Embora os ucranianos tenham solicitado caças ocidentais, a doação inicial dos MiG-29 permite que os pilotos de caça sigam combatendo em um modelo já operado no país. Ainda assim, o processo ocorre enquanto pilotos da UAF estão sendo avaliados nos EUA para treinamento futuro

Por outro lado, políticos de várias nações reconhecem que futuramente a Ucrânia precisará de caças ocidentais para sua defesa aérea. Colin Kahl, principal funcionário de política do Pentágono, diz que a Ucrânia solicitou a transferência de 128 caças, em uma mistura de jatos F-15 Eagle, F-16 Fighting Falcon e F/A-18. Ele também aponta que a USAF estima que 50 a 80 F-16 serão necessários para substituir toda a frota de combate da UAF, composta por caças MiG-29, Su-27 Flanker e jatos de ataque Su-24 Fencer e Su-25 Frogfoot. 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.