Calidus B-350 Dubai Airshow
O Calidus B-350 chama atenção pelo seu grande tamanho, se destacando no Dubai Airshow 2021.

No Dubai Airshow, a fabricante emiradense Calidus está apresentando um mock-up em tamanho real do B-350. A aeronave de ataque ao solo chama atenção principalmente pelo seu tamanho. 

O B-350 tem 16 metros de envergadura e um total de 13 pontos duros (12 nas asas e um na fuselagem). O avião é capaz de carregar uma gama de armamentos, como é apresentado na feira. Entre as opções de material bélico, são apresentadas a bomba guiada Thunder P32 e o míssil Halcon Desert Sting 16. 

A aeronave, que ainda está em desenvolvimento, também possui uma estação para uso de uma torre de sensores EO/IR. Acredita-se que o B-350 usará o turboélice Pratt & Whitney PW127, de 2600 SHP. O mesmo já é usado no ATR-72 e Airbus C295. O peso máximo de decolagem é na ordem de nove toneladas. 

Calidus B-350 Emirados Árabes Dubai Airshow
Foto via Redes Sociais.

Apenas para um noção de tamanho, o A-29 Super Tucano (que também está presente no Dubai Airshow) tem 11,3 metros de comprimento, 11,1 de envergadura e cinco pontos duros. As metralhadoras M3P calibre .50 BMG são carregadas dentro das asas e não em pods externos. O motor do A-29 é o PT6A-68C, de quase 1200 SHP.

B-350: Emiradense com DNA Brasileiro

O B-350 apresentado no DAS 2021 é uma evolução do B-250 Bader, também presente no evento. O B-250 é menor, com tamanho similar aos seus concorrentes A-29 e AT-6 Wolverine. 

O B-250 foi projetado e desenvolvido pela empresa brasileira Novaer Craft, com investimentos da Calidus e do Governo Federal. Com sede em São José dos Campos (SP), a Novaer, também desenvolveu o T-Xc, uma aeronave de treinamento básico que foi oferecida como substituto para o T-25 Universal. Joseph Kovács, um dos projetistas responsável pelo T-27 Tucano, colaborou no projeto T-Xc como colaborador e consultor.

Novaer B250 Dubai Airshow 2017
O Novaer B-250 Bader durante o DAS 2017. Foto: Emmanuel Huberdeau.

Contudo, em fevereiro de 2018, a Novaer anunciou a demissão de parte de seus funcionários. Em nota, a fabricante afirmou que a demissão ocorreu por conta de “dificuldades imprevistas, causadas pelo inadimplemento contratual de seu principal cliente.” 

O Bader surpreendeu o mercado ao ser apresentado no Dubai Airshow de 2017. A aeronave usa o mesmo motor do A-29, possui sete pontos duros e o cockpit é dominado por telas do sistema Pro Line Fusion II da Rockwell Collins. Os dois protótipos foram levados ao país a bordo de um C-17 e aparentemente ainda estão lá.

Uma das características mais marcantes do B-250 é que a aeronave quase inteiramente fabricada de carbono, reduzindo o peso em cerca de uma tonelada. O então comandante da FAB, Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, conheceu de perto o avião no DAS 2017. No DAS 2019, a Força Aérea dos Emirados Árabes assinou a compra de 24 B-250 Bader por US$ 260 milhões. 

Calidus Novar B-250 bader Dubai Airshow 2019
Calidus/Novaer B-250 Bader

A Calidus também está comercializando o B-250T, uma versão de treinamento dedicada com um motor PT6A-62 de 950 shp. A empresa oferece a aeronave como um treinador básico e avançado, com funções de treinamento virtual, como radar e simulação de sensor, armas ar-ar e ar-solo simuladas e compatibilidade de óculos de visão noturna, oferecidos para atender aos requisitos de treinamento avançado. 

Via Flightglobal e AINOnline

DEIXE UMA RESPOSTA