Latam
Foto: Gabriel Benevides/Aeroflap

Após a apresentação de todos os dados de tráfego aéreo das companhias brasileiras, tivemos novamente a LATAM Brasil no topo da tabela do mercado doméstico de aviação.

A LATAM registrou no mês uma demanda equivalente, em RPK, a 2,796 milhões, cerca de 11,2% abaixo do mesmo período de 2019. Contudo, a companhia foi responsável por 38,2% dos passageiros transportados em novembro de 2021 dentro do Brasil, mostrando que ainda tem espaço para crescer mais.

Azul
Foto: Gisele Orquídea/Aeroflap

Isso se justifica pela Azul, que voltou a estar em expansão neste 2º semestre do ano, e nos últimos meses já registra uma demanda superior ao mesmo período de 2019 no mercado doméstico de aviação. A companhia em novembro registrou um crescimento na demanda (em RPK) de 22,9% em comparação com o mesmo período de 2019.

E a companhia de Neeleman ficou na segunda colocação, com aproximadamente 32% do mercado doméstico de aviação.

Começando a incomodar novamente as duas primeiras, a GOL mostra uma ampla recuperação nos últimos meses, após seus problemas operacionais entre julho e setembro. A companhia ainda registra uma queda de 29,7% na demanda na comparação com novembro de 2019, quando disputava com a LATAM todos os meses a liderança, e figurou na 3ª posição com 29,9% da demanda disponível no mercado.

O mercado doméstico de aviação, com esses dados, superou 90% de recuperação da demanda na comparação com 2019, principalmente pelo agressivo crescimento da Azul, que apoiada no mercado doméstico, superou os seus dados apresentados em novembro de 2019.

A LATAM lidera também na taxa de ocupação das suas aeronaves, com 83,4%, seguida pela GOL, com uma taxa de ocupação de 82,1% e a Azul em seguida com 81,3%.

Outra companhias, como a VoePass, MAP e Itapemirim registram uma participação de aproximadamente 1 a 2% do mercado doméstico de aviação.

Ao todo aproximadamente 7,5 milhões de passageiros foram transportados no último mês em voos dentro do Brasil.

 

DEIXE UMA RESPOSTA