A TAP Air Portugal planeja realizar uma encomenda em breve para o Airbus A321XLR, que foi lançado hoje (17/06) no Paris Air Show 2019.

O novo A321XLR pode aumentar as possibilidades de voos da TAP a partir de Lisboa, com novas frequência para cidades no centro dos Estados Unidos, ou até mesmo voos para cidades brasileiras de menor demanda.

A TAP já é uma operadora do A321LR, a versão de Longo Alcance lançada anteriormente pela Airbus, e que tem como base o A321neo, assim como o A321XLR.

“Nós vamos encomendá-lo”, disse David Neeleman, co-proprietário da TAP Air Portugal nesta segunda-feira (17/06), durante um evento da companhia em Lisboa.

A encomenda da TAP pode ser realizada a partir de conversão de encomendas do A321LR, ou novos pedidos, mas a companhia ainda está em processo de iniciar uma negociação com a Airbus.

De acordo com Neeleman, o A321XLR permite que a TAP opere voos de Lisboa para Salvador e Chicago, com essa aeronave, bem mais eficiente. 

Por enquanto a programação da TAP é terminar o ano com 4 aeronaves A321LR, atualmente a companhia tem dois aviões deste modelo. Este número deve aumentar para 10 aviões no final de 2020 e 14 em 2021.


 

O Airbus A321XLR

A nova aeronave tem um alcance máximo de aproximadamente 8700 km, quando configurada com 206 assentos no interior. Em comparação, o A321LR tem 7400km de alcance máximo nas mesmas condições.

Com esse lançamento a Airbus criou um eficiente substituto do Boeing 757, com a mesma filosofia de corredor único, e capacidade para até 240 passageiros em uma configuração de Classe Econômica. A Airbus promete uma economia de até 30% na queima de combustível por assento, em comparação com o Boeing 757.

O Airbus A321XLR poderá ser encomendado com motores CFM Leap-1A ou PW1100G, todos de nova geração. A aeronave é equipada de série com winglets e sistema fly-by-wire. O cockpit é o mesmo da família A320neo.

A nova aeronave estará disponível para entregas a partir de 2023, de acordo com a Airbus, e não tirará de linha o atual A321LR, que continua disponível para as companhias aéreas.

 

Via – FlightGlobal