Airbus Boeing

Bem vindo ao resumo semanal de notícias do Portal Aeroflap. Aqui listamos para o nosso público os 10 assuntos principais da aviação nos últimos 7 dias, bem como nossos melhores artigos da semana.

Para essa postagem consideramos as matérias publicadas entre o período de 15 a 21 de maio, exatamente sete dias, e descontando o dia anterior ao de publicação do resumo, que é sempre aos domingos aqui no Portal Aeroflap.

Receba as principais notícias da aviação diretamente no seu TELEGRAM, em tempo real. Participe do nosso grupo Clicando Aqui.
Para participar no Whatsapp Clique Aqui.

 

Vamos começar com os principais assuntos?

 

  1. Itapemirim começa a vender passagens aéreas, e continua com vagas abertas

Foto: Itapemirim

A Itapemirim (voeita.com.br) começou no final desta semana a tão esperada venda de passagens aéreas. Com trechos a partir de R$ 119, a companhia também mostrou quais serão as primeiras rotas da sua malha, e espera atender até 35 destinos em 2022.

Além do conforto, a companhia ainda vai oferecer serviços diferenciados, como despacho gratuito de bagagem para todas as classes tarifárias e marcação de assento sem custo adicional. Quando possível (por conta da pandemia), os passageiros também terão à disposição serviço de bordo diferenciado.

Em sua estreia no mercado aéreo doméstico, a Itapemirim diz que vai estar presente em oito cidades brasileiras, são elas: Belo Horizonte-Confins (MG); Brasília (DF); Curitiba (PR); Porto Alegre (RS); Porto Seguro (BA); Rio de Janeiro-Galeão (RJ); Salvador (BA) e São Paulo-Guarulhos (SP).

Os primeiros dois voos serão operados no dia 29 de junho, sendo que o IPM-001 é de São Paulo a Brasília, com decolagem e pouso às 10h00 e 11h40, respectivamente.

Já o voo de retorno será o IPM-002, de Brasília para São Paulo, com decolagem às 13h40 e pouso às 15h20.

A companhia continua com vagas abertas, ela está selecionando para 6 cargos (Clique Aqui para ver).

 

2. Companhias dos Estados Unidos vão pesar os passageiros antes do embarque

EUA Viagens Pandemia Aeroporto

A FAA avaliou recentemente que o passageiro dos Estados Unidos está engordando, e por este motivo, os dados utilizados para o importante cálculo do peso da aeronave está normalmente ficando defasado.

Por este motivo técnico, a FAA solicitou que as companhias comecem a aferir o peso dos passageiros antes de cada voo. Esta deverá ser realizada aleatoriamente e de forma voluntária, sem obrigar o passageiro a se pesar.

Com os novos dados, que serão atualizados em campo a cada 36 meses, a FAA espera conseguir padrões de peso constantemente compatíveis com a realidade.

De qualquer forma, a FAA já criou um novo padrão, com aumento de 12% no peso médio de todos os passageiros, na hora de fazer os cálculos de peso do avião. O peso para homens a ser considerado será de 90 a 92 kg, e para as mulheres 81 a 83 kg.

Veja mais Clicando Aqui.

 

3. Azul e LATAM falam de reforços na parte de carga

Nesta semana a Azul e a LATAM informaram que vão expandir a parte cargueira.

A LATAM adicionou mais aviões Boeing 767 para a frota de cargas. A companhia vai incorporar de forma gradativa 10 Boeing 767-300 Boeing Converted Freighters (BCF) nos próximos três anos, completando assim uma frota de 21 Boeing 767 cargueiros até 2023.

Este é um aumento de dois aviões em relação ao plano anterior, de retirar 8 aviões da frota de passageiros para converter em cargueiros.

Crescer de 11 para 21 cargueiros 767 levará as operadoras de carga do grupo a expandir e reforçar a sua presença dentro e para fora América do Sul, e se consolidar como o principal grupo de operadoras de carga do continente.

Veja mais Clicando Aqui.

Já a Azul realizou uma coletiva de imprensa online com Isabel Reis, diretora da divisão cargueira da companhia. Nesta coletiva a Azul falou melhor sobre o interesse em substituir o Boeing 737-400F pelo Airbus A321P2F em breve, ao final do contrato de leasing dos 737.

Azul Cargo

Ao trocar o Boeing 737-400F pelo A321P2F, a Azul ganhará uma capacidade extra por avião de 7 toneladas.

Izabel ressaltou que em outubro a companhia vai iniciar uma alteração nos E-Jets, retirando os assentos restantes e aumentando a capacidade de carga de 7 para 12 toneladas em cada avião. Atualmente são quatro aviões E-Jet na frota de cargas.

Considerando que até o fim do ano a companhia deseja continuar com os quatro E-Jets, a capacidade bruta de carga dessa frota deve aumentar em 20 toneladas, quase equivalente ao suportado por um Boeing 737-400F da companhia.

Veja mais sobre isso Clicando Aqui.

 

4. Boeing volta a entregar o 737 MAX após resolver problemas elétricos

A Boeing retomou as entregas do 737 MAX após solucionar os problemas relacionados aos problemas elétricos da aeronave. Devido a este problema, algumas aeronaves deixaram de voar até a resolução. 

A informação da retomada das entregas da aeronave foi passada por fontes à Agência Reuters. Desde meados de abril, a Boeing não entrou nenhum novo 737 MAX pois estava buscando soluções para o problema elétrico do modelo.

Ao todo são mais de 300 aviões 737 MAX que a Boeing tem em seu estoque atualmente, e aguardam a entrega para os clientes da empresa.

As companhias também estão aos poucos retomando as operações com os 737 MAX. Ao todo 109 aviões foram impedidos de realizarem voos durante o período de descoberta e solução do problema.

A GOL já relatou que retomou os voos comerciais com o único avião da frota que foi afetado pela diretriz da FAA.

 

5. Azul se consolida como a líder de mercado doméstico nos primeiros meses de 2020

Nos dados apresentados pela ANAC, sobre o mês de abril, a Azul apareceu novamente na liderança, agora com uma ampla vantagem em relação as concorrentes.

A Azul teve 45,1% de participação no mercado doméstico de aviação brasileiro, enquanto a GOL e LATAM registraram 26,09% e 28,5%, respectivamente.

A Azul já estava figurando na liderança ao longo dos últimos meses, ao não reduzir tanto os voos durante a segunda onda da pandemia no Brasil.

 

6. Breeze Airways, de David Neeleman, inicia venda de passagens aéreas

Enfim a mais nova companhia aérea de David Neeleman e dos EUA iniciou sua venda de passagens, além da Itapemirim, nesta última sexta-feira (21) a Breeze Airways também divulgou suas primeiras rotas além dos dias e horários a serem operados.

A companhia fará seu primeiro voo no dia 27 de maio, a próxima quinta-feira com um Embraer 190. A venda de bilhetes iniciou com o valor de US$ 39 para as primeiras rotas dividas em três categorias de passagem.

Imagem: Divulgação Breeze

A rota inaugural da empresa será de Tampa para Charleston, a Breeze anunciou que terá 49 rotas diretas com 15 cidades atendidas, entre elas New Orleans, Pittsburgh e Nashville.

Para iniciar as suas operações, a Breeze está apostando em aviões Embraer E190/195 de segunda mão, que já operaram na frota da Azul Linhas Aéreas e na Air Canada. Estes devem continuar na frota da companhia nos próximos anos, apesar da chegada dos Airbus A220 em outubro.

Veja mais Clicando Aqui.

 

7. USAF já planeja aposentadoria da caça F-22, e possível substituto está em estudo

Caça F-22 Raptor. Foto: USAF

O General CQ Brown, chefe do Estado-Maior da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF), declarou nesta semana que o caça mais avançado atualmente, o F-22, será aposentado a partir da próxima década.

Brown declarou que poucos investimentos serão realizados para atualizar os caças F-22 Raptor nos próximos anos, que está em vias de ser substituído.

O motivo é focar os investimentos no novo projeto, chamado de Next Generation Air Dominance, ou NGAD, um caça de 6ª geração substituto do F-22.

Next Generation Air Dominance (NGAD). Imagem: Lockheed Martin

A USAF também vai trabalhar para simplificar sua frota de caças ao longo da próxima década, diminuindo de sete para quatro modelos disponíveis.

Atualmente a Força Aérea dos EUA tem à disposição os caças F-22 Raptor, F-15C/D Eagle, F-15E Strike Eagle , F-15EX Super Eagle, F-35 Joint Strike Fighter , F-16 Fighting Falcon e A-10 Thunderbolt.

Com a redução, a USAF passará a contar com os caças F-35, F-15EX, F-16, e o Next Generation Air Dominance. O A-10 também continuará, mas com uma atualização e apenas para treinar pilotos.

Com essa declaração também podemos ver a intenção dos EUA em substituir todos os modelos anteriores do F-15 (C/D e E) pela nova geração, o F-15EX, que teve sua primeira unidade entregue à USAF recentemente.

Outro ponto interessante é a continuidade do F-16, apesar do F-35 também estar na frota, e em maior quantidade. Criado entre a década de 70 e 80, atualmente o F-16 é o caça mais versátil e utilizado do mundo.

Veja mais Clicando Aqui.

 

8. Infraero já está implementando o EMAS em Congonhas

A implantação das áreas de escape nas cabeceiras da pista principal do Aeroporto de Congonhas (SP) já está em andamento.

A Secretaria de Aviação Civil publicou hoje (21) que as equipes da Infraero Aeroportos vão realizar fundação, estaqueamento e demais serviços civis necessários à infraestrutura metálica que dará suporte à instalação do sistema EMAS (Engineered Material Arresting System). As fotos que abrem esta matéria já mostram as obras que estão ocorrendo no local.

O investimento de R$ 122,5 milhões será feito pela Infraero, que administra o aeroporto. O consórcio vencedor do processo licitatório foi Kibag/Conserva, formado pelas empresas Kibag Brasil, Conserva de Estradas e Kibag Airfield Construction AG.

O planejamento da Infraero prevê que a obra seja executada em 16 meses e deixe a pista principal com duas novas áreas de escape: uma de 70m x 45m na cabeceira 17R, e outra de 75m x 45m na cabeceira 35L. As duas estruturas serão sustentadas por vigas e pilares capazes de suportar as aeronaves e veículos.

Veja mais sobre essa tecnologia Clicando Aqui.

 

9. China reinicia obra para construir gigantesco aeroporto em Ilha Artificial

Aeroporto Dalian Jinzhouwan

Após inaugurar o novo aeroporto de Pequim, um dos maiores do mundo, a China vai entrar agora em outro empreendimento de peso: A construção do gigante aeroporto de Dalian.

Este consumirá uma área total de 21 km² para atender até 70 milhões de passageiros por ano. A mega infraestrutura que na realidade deveria ocupar um espaço na cidade de Dalian, na verdade será construída sob uma ilha artificial.

Como os nossos leitores imaginaram, aterrar uma área de 21 km² não será nada fácil. Mesmo assim, a China planeja entregar a primeira fase de construção do aeroporto em 2025, com obras iniciando ainda em 2021.

Essa primeira fase possibilitará que o terminal receba até 31 milhões de passageiros, bem acima em comparação com o aeroporto a qual substitui, de Zhoushuizi, que bateu 19 milhões de passageiros transportados antes da pandemia.

A segunda fase será realizada de acordo com a demanda do local, completando o investimento de aproximadamente 5 bilhões de dólares para atender até 70 milhões de passageiros.

 

10. Três países da Europa prosseguem com novo projeto de caça no valor de 121 bilhões de euros

A França, Alemanha e Espanha anunciaram na segunda-feira que chegaram a um acordo sobre as próximas etapas do desenvolvimento de um novo caça, o maior projeto de defesa da Europa, com um custo estimado em mais de 100 bilhões de euros (US $ 121,4 bilhões).

A França, em particular, classificou o projeto do jato de combate, que inclui uma aeronave tripulada e não tripulada de próxima geração, como crucial para a Europa fortalecer sua autonomia de defesa e enfrentar a concorrência da China, Rússia e Estados Unidos.

A francesa Dassault Aviation, a Airbus e a Indra, as duas últimas representando a Alemanha e a Espanha, respectivamente, estão envolvidas no esquema para começar a substituir o Rafale francês e os Eurofighters alemães e espanhóis a partir de 2040.

A MTU Aero, a Safran e a ITP Aero estão listadas como as possíveis desenvolvedoras do motor desse novo caça.

A quantia cobrirá a finalização dos projetos do jato de combate e do drone até 2024 e a construção das aeronaves dos três países, disse uma fonte do Ministério da Defesa francês.

 

ARTIGOS

 

  • Conheça os aeroportos mais movimentados no mundo em 2020

Aeroporto de Dallas DFW
Foto: DFW Airport

No inicio do mês falamos sobre os 10 aeroportos mais movimentados do Brasil em 2020. E desta vez estendemos para os 10 maiores aeroportos do mundo.

A lista foi baseada no movimento de passageiros registrados no ano de 2020 que de forma surpreendente grandes HUBs deixaram de aparecer devido o impacto causado na pandemia do COVID-19.

Hubs de Paris, Londres e Dubai que emplacavam por anos entre os dez aeroportos mais movimentados, sofreram um grande impacto causado pela pandemia, repassando o espaço para grandes aeroportos chineses e alguns americanos. Cerca de 64,4% de passageiros deixaram de voar no ano anterior no mundo todo, 45,7 entre os dez maiores.

Confira essa lista Clicando Aqui.

 

  • Bugatti Chiron Sport e Dassault Rafale “se enfrentam” na pista

Rafale M e Bugatti Chiron Sport ‘Les Légendes du Ciel’. Foto: Bugatti.

A fabricante de carros esportivos Bugatti promoveu um incrível encontro entre um caça Dassault Rafale M da Aviação Naval Francesa com uma versão especial do esportivo de alta performance Chiron Sport. 

O encontro divulga uma versão exclusiva do carro, batizada como Chiron Sport ‘Les Légendes du Ciel’, uma homenagem ao passado glorioso da aviação francesa do século 20, cujos pilotos usavam carros da fabricante

A cor cinza fosco (“Gris Serpent”) é uma lembrança ao metálico predominante dos aviões da época, com uma linha branca percorrendo a carroceria de ponta à ponta, lembrando uma pista. No design, o carro incorpora detalhes feitos para lembrar o biplano Nieuport 17 “pilotado por tantos desses pilotos” e traz ainda mais homenagens aos aviadores do passado. Segundo a Bugatti, apenas 20 unidades serão produzidas.

Na pista, o esportivo saiu na frente do caça naval, que logo ultrapassou o veículo assim que alçou voo. O Les Légendes du Ciel tem um motor W16 capaz de gerar 1500 cavalos, levando o carro a incríveis 420 Km/h, velocidade que é limitada eletronicamente.

 

E como excepcionalmente nesta semana não tivemos vídeos, vamos completar o resumo com um artigo.

  • Asas Rotativas: Conheça os helicópteros da Força Aérea Brasileira

O AH-2 Sabre disparando foguetes S-8 de 80mm. Foto: Cabo V. Santos/FAB.

O helicóptero é uma das máquinas voadoras mais versáteis do mundo da aviação, sendo usado em múltiplas aplicações civis e militares. Na Força Aérea Brasileira, esse tipo de aeronave se faz presente desde 1952, quando em dezembro daquele ano a FAB recebeu três Bell 47 (designados H-13), marcando o primeiro uso de helicópteros militares no Brasil.

Hoje, a organização emprega cinco modelos de helicópteros em oito esquadrões espalhados pelo país.

Conheça essas aeronaves Clicando Aqui.

 

Resumo com colaboração dos editores Gabriel Centeno, Gabriel Melo e Pedro Viana.