Avianca
Aeronave da Avianca em Congonhas. Foto - Pedro Viana/Aeroflap

Bem vindo ao resumo semanal de notícias do Portal Aeroflap. Aqui listamos para o nosso público os 10 assuntos principais da aviação nos últimos 7 dias, bem como nossos melhores artigos da semana.

Para essa postagem consideramos as matérias publicadas entre o período de 05 de junho a 11 de junho, exatamente sete dias, e descontando o dia anterior ao de publicação do resumo, que é sempre aos domingos aqui no Portal Aeroflap.

Receba as principais notícias da aviação diretamente no seu TELEGRAM, em tempo real. Participe do nosso grupo Clicando Aqui.
Para participar no Whatsapp Clique Aqui.
 
Vamos começar com os principais assuntos?

 

1. Por quase R$ 128 milhões, GOL assina proposta de compra da MAP

MAP Voepass
Foto: MAP/Divulgação

A principal notícia desta última semana foi sem dúvidas a compra da MAP pela GOL Linhas Aéreas, que ainda precisa ser concretizada após as as aprovações das autoridades. A companhia até então pertencia ao Grupo Voepass, antiga Passaredo.

O negócio é basicamente pelo CNPJ e pelos 26 slots da MAP no Aeroporto de Congonhas, um dos mais movimentados do país. Vale ressaltar que a VoePass transferiu seus 14 slots antes da compra para a MAP, que até então só tinha 12 slots em Congonhas.

A MAP será adquirida por R$28 milhões em dinheiro e ações, a ser pago após o cumprimento de todas as condições precedentes, composto por 100.000 ações GOLL4 a R$28 por ação e R$25 milhões em dinheiro a serem pagos em 24 parcelas mensais. No fechamento, a GOL assumirá até R$100 milhões de compromissos financeiros da MAP.

A Voepass ficará coma frota e a infraestrutura da MAP. A GOL disse que planeja operar esses slots com aeronaves Boeing 737.

Atualmente a GOL tem 234 slots no Aeroporto de Congonhas, e com esses 26 slots adicionais, a companhia incrementa em aproximadamente 10% as suas operações no terminal, e assume a liderança.

Veja mais detalhes sobre isso Clicando Aqui.

 

2. Itapemirim e GOL recebem novos aviões para a frota

3ª aeronave da ITA, de matrícula PS-SFC.

A Itapemirim recebeu no último domingo (06) o terceiro Airbus A320 da sua frota. O novo Airbus A320 da ITA tem o prefixo PS-SFC, em homenagem ao diretor de Segurança Operacional, Sydnei F. Casarini.

A previsão é de que a companhia chegue ao final de 2021 com 20 aeronaves, de uma frota de 50, que será formada até junho do próximo ano. Mais um avião pode ser entregue à Itapemirim nesta semana, a aeronave também está sendo preparada nos Estados Unidos.

Já a GOL recebeu mais um Boeing 737 MAX para a sua frota, o 9º entregue pela fabricante à companhia. O avião decolou de Seattle, nos EUA, com escala em Cancún (México) e pouso no Aeroporto de Confins.

A GOL deverá receber em breve mais um 737 MAX 8, trata-se do PR-XMP que realizou alguns voos de teste nos últimos dias. Atualmente todos as oito aeronaves do tipo estão em operação pela empresa. 

 

3. Aerosul inicia venda de voos ultrarregionais, Abaeté lança novo destino e Azul amplia atuação ultrarregional

Foto: Aerosul/Divulgação

Neste semana três companhias brasileiras anunciaram uma expansão dos voos ultrarregionais. Os voos são realizados pelo Cessna Grand Caravan, que virou o queridinho das companhias aéreas brasileiras.

A Aerosul estará entrando no mercado de aviação com uma rota entre Londrina, Curitiba e Florianópolis. A companhia também planeja fazer voos a partir de Londrina para Foz do Iguaçu (PR) e Pato Branco (PR), e de Foz do Iguaçu para Assunção, no Paraguai.

As passagens entre Londrina e Curitiba estão sendo comercializadas a partir de R$ 299, e de Londrina para Florianópolis a partir de R$ 599.

Enquanto os voos partindo de Londrina para Curitiba e Florianópolis iniciam no dia 16 de junho, no próximo mês a companhia inicia os voos para os outros três destinos informados anteriormente.

Abaeté Bahia Salvador
Foto – Divulgação

Já a Abaeté lançou uma rota para a Chapada Diamantina. O voo será entre Salvador e Mucugê. A aeronave irá partir da capital baiana às 13h, pousando em Mucugê às 14h25. O voo de volta irá partir às 15h, chegando em Salvador próximo das 16h25.

Informações e vendas através do site oficial da Abaeté, clicando aqui.

Já a Azul iniciou a venda de voos para Patos, no sertão da Paraíba, e poucos dias depois anunciou voos para mais 8 destinos no Amazonas, reforçando a ligação com o interior do estado a partir de Manaus.

Os bilhetes para Patos já estão disponíveis em todos os canais oficiais da empresa a partir de R$215,80.

Você pode conferir mais detalhes sobre os voos da Azul para o Amazonas Clicando Aqui.

 

4. Mercado de eVTOLs começa a ganhar tração com muita velocidade

Embraer Eve Urban Air Mobility

No final de maio, e início deste mês, acompanhamos a Embraer começando a receber as primeiras encomendas (200 no total) para o seu eVTOL. E nesta última semana o mercado finalmente aqueceu de uma maneira surpreendente.

A Embraer recebeu mais 50 encomendas para seu eVTOL a partir da brasileira Helisul, que também ajudará a desenvolver o projeto, com dados de tráfego aéreo e gerenciamento de frota. Com isso, a Eve, subsidiária da Embraer, ficou com uma encomenda para 250 aeronaves.

Ao mesmo tempo, a Embraer confirmou que está negociando uma fusão da Eve com a Zenita, dos EUA, em um negócio que pode injetar US$ 2 bilhões na fabricante brasileira. 

Do outro lado do mundo, a American Airlines, Avolon e Virgin Atlantic assinaram com a Vertical Aerospace uma encomenda para 900 eVTOLs do modelo VA-X4.

A Virgin Atlantic, na sua encomenda, ressaltou que planeja utilizar a grande quantidade de eVTOLs para ligar 37 cidades ao redor do Aeroporto de Heathrow, em Londres.

A American Airlines também vai investir US$ 25 milhões na Vertical Aerospace, uma empresa líder com sede no Reino Unido que desenvolve aeronaves eVTOL. A transportadora norte-americana visa ajudar no desenvolvimento de tecnologias emergentes que permitem a redução das emissões de carbono.

A Vertical está desenvolvendo o VA-X4, uma aeronave elétrica que pode transportar quatro passageiros e um piloto, e voar a velocidades de até 320 km/h, com um alcance de mais de 160 km somente com baterias.

 

5. Maior avião do mundo, o Antonov An-225, volta a voar

O Antonov An-225 está novamente de volta aos voos, após 10 meses em solo. A aeronave voou novamente no último dia 04 de junho, decolando e pousando em Kiev, na Ucrânia, para um voo de testes.

O voo de testes, antes do An-225 voltar às operações, durou aproximadamente uma hora, com alguns minutos adicionais. Como sempre, os testes incluíram a pressurização da cabine, atingindo a altitude de 33 mil pés e algumas manobras.

O voo foi totalmente registrado pelo piloto Dmytro Antonov no vídeo abaixo:

O avião agora ficará disponível para o transporte de grandes cargas na Antonov Airlines. Neste período de 10 meses sem operar voos, o Antonov An-225 ficou estocado, mas dois motores dele foram retirados para apoiar as operações do An-124, o irmão menor do An-225, mas que da mesma forma é um dos maiores cargueiros do mundo.

 

6. De acordo com o Governo dos EUA, o novo bombardeiro B-21 está pronto

Projeção artística de um B-2 Spirit junto de um B-21 Raider. Autor desconhecido.

Falando no Painel das Forças Armadas na Câmara dos EUA no dia 08/06, Darlene Costello, secretária interina de aquisição da USAF (Força Aérea dos EUA) afirmou que os dois primeiros novos bombardeiros stealth Northrop-Grumman B-21 Raider estão completos e prontos para os testes. No entanto, ela também diz que é muito cedo para acelerar o programa. 

Ao comitê, Tenente-General David S. Nahom também afirmou que a USAF não aposentará nenhum B-1B Lancer, além dos 17 já planejados, até que os novos B-21 entrem em serviço. Até lá, 45 unidades do bombardeiro supersônico serão mantidas em serviço. 

Luria expressou surpresa pelo design ainda não estar completo, ao que Costello respondeu: “Nós temos o design. Existem duas aeronaves de teste construídas e vai demorar um pouco para passar por todos os testes. E, portanto, pode haver algumas mudanças como resultado do teste.”

Anunciado inicialmente em 2016, o B-21 será um novo bombardeiro stealth com longo-alcance e grande capacidade carga. As concepções artísticas divulgadas até o momento mostram que a aeronave terá design similar ao B-2 Spirit, este em serviço desde a década de 1980.

O nome Raider é uma homenagem aos Doolittle Raiders, um grupo de aviadores da então Força Aérea do Exército dos EUA, que em 18 de Abril de 1942, liderados pelo Tenente-Coronel James Harold Doolittle decolaram bombardeiros B-25 Mitchell a partir do porta-aviões USS Hornet para atacar Tóquio em resposta ao ataque japonês de Pearl Harbor em dezembro de 1941.

Veja mais sobre esse assunto Clicando Aqui.

 

7. Airbus e Boeing divulgam entregas acumuladas no ano

A Airbus e Boeing divulgaram nesta semana as suas entregas de maio, e o acumulado do ano de 2021. A fabricante francesa continua na liderança do mercado, visto que a Boeing enfrentou problemas de controle de qualidade na produção do 737 MAX e do 787 no início deste ano.

A Airbus finalizou o último mês de maio com 50 novas entregas de aeronaves para 32 clientes da empresa. O valor apresenta um crescimento em relação as entregas em Abril, quando a Airbus registrou 45 novos aviões para as companhias aéreas.

Foram 4 aviões da família A220 entregues em maio, 41 da família A320 (sendo 38 para a versão A320neo), um Airbus A330neo, três aviões da família A350 e somente um Airbus A380.

Em maio a Airbus recebeu somente 7 novos pedidos e finalizou o mês com 6933 aviões que ainda devem ser entregues nos próximos anos.

A fabricante já acumula 220 entregas de novas aeronaves em 2021, considerando os dados do mês de maio. A família de aviões com maior número de entregas em 2021 foi a A320neo, seguido pela família A220.

A fabricante norte-americana entregou um total de 17 aviões em maio, com destaque para 10 entregas do 737 MAX no período. No acumulado do ano a Boeing já registra 111 entregas de aeronaves.

A Boeing também recebeu 73 pedidos brutos em maio, boa parte a partir da Southwest Airlines, que optou por 34 novos aviões 737 MAX 7. São 61 encomendas para o 737 MAX, cinco pro 787-9, e sete para o 777F.

Apesar dos pedidos brutos em maio, a fabricante sofreu um cancelamento de encomendas pela Aeromexico e a Norwegian, que deixarão de receber 48 aviões 737 MAX.

Os pedidos brutos nos primeiros cinco meses do ano foram de 380 aviões. Os pedidos líquidos são para 177 aeronaves.

 

8. Boeing e US Navy testam primeiro reabastecimento de caça F/A-18 com drone de REVO

A Marinha dos EUA, pela primeira vez, demonstrou o reabastecimento de um caça F/A-18 Super Hornet por uma aeronave não tripulada, do modelo Boeing MQ-25.

O voo de teste ocorreu no último dia 04 de junho. Na ocasião a aeronave MQ-25 estendeu a mangueira e a drogue de reabastecimento com sucesso, conectando com o F/A-18 da Marinha dos EUA e transferindo combustível.

Durante a parte inicial do voo, o piloto de testes do F/A-18 voou em formação fechada atrás do MQ-25 para garantir o desempenho e estabilidade antes do reabastecimento.

A manobra exige uma separação de pelo menos 20 pés entre o MQ-25 T1 e o F/A-18. Ambas as aeronaves estavam voando em velocidades e altitudes operacionalmente relevantes.

Com a avaliação concluída com segurança, o drogue do MQ-25 foi estendido e o piloto do F/A-18 seguiu para se conectar com a aeronave não tripulada e receber o descarregamento de combustível programado.

Esta missão de teste significa um excelente avanço para o desenvolvimento de tecnologias da Boeing e das Forças Armadas dos EUA. Com o MQ-25 será possível reabastecer aviões em missões de combate de forma autônoma, e maior segurança para o tripulante, que agora fica em solo controlando o “drone”.

Além disso, o MQ-25 pode operar a partir de Porta-Aviões e garante uma autonomia total da missão, que atualmente pode depender de aviões grandes como o KC-135 e o KC-46.

 

9. Primeiro Embraer KC-390 de Portugal aparece em vídeo da Embraer

Em um vídeo divulgado pela Embraer na tarde desta quinta-feira (10), o primeiro KC-390 Millennium da Força Aérea Portuguesa (FAP) pode ser visto rapidamente. A aeronave de transporte tático é vista na linha de montagem com outros modelos da Força Aérea Brasileira em 01:31. 

No vídeo que destaca as certificações e conquistas obtidas pelo cargueiro tático multimissão da fabricante brasileira, também é possível ver imagens do reabastecimento em voo com dois caças F-5EM Tiger II e dois caças-bombardeiros A-1 AMX, além do recente voo onde o KC-390 obteve a certificação para ser reabastecido por outra aeronave do mesmo modelo.

Chama atenção, também, a configuração de três tanques de combustível externos em um dos F-5EM, em 0:55. Em 2019, o fotógrafo Claudio Capucho registrou o F-5 em questão no pátio da Ala 3, em Canoas (RS). 

Uma configuração rara. Um F-5EM do Esquadrão Pampa com três tanques, duas bombas inertes e dois mísseis Piranha, também inertes. Foto: Claudio Capucho via Jetphotos.

 

10. Saab vai entregar seis Gripen E em 2021, sendo quatro para a FAB

Gripen E utilizado em testes no Brasil com o Cristo Redentor. Foto: Sgt. Bianca Viol/FAB.

A fabricante sueca Saab realizará a entrega de seis caças JAS-39E Gripen neste ano, sendo quatro unidades para a Força Aérea Brasileira e duas para a Administração de Material de Defesa da Suécia, disse Jonas Hjelm, chefe da área de negócios aeronáuticos da Saab, durante o Seminário Anual do Gripen, realizado no dia 08/06. 

As aeronaves entregues em 2021 serão as primeiras operacionais, que no Brasil serão empregas inicialmente com o 1º Grupo de Defesa Aérea (1º GDA), o Esquadrão Jaguar, unidade com sede na Ala 2, em Anápolis (GO) e que atualmente opera os caças F-5EM Tiger II.

Respondendo a questionamentos sobre  uma maior aquisição de Gripens pela FAB, Hjelm observa que o país há muito declarou sua intenção de adquirir mais do que seu primeiro lote de 36 unidades. Ele diz que não houve nenhuma “comunicação oficial ou qualquer negociação de quando isso pode acontecer”.

“Precisamos cumprir nosso primeiro contrato, que a Força Aérea Brasileira fique com aeronaves operacionais, então é mais provável que iniciemos as discussões sobre o segundo lote , ou mais aeronaves no futuro.” Em recente entrevista ao Valor Econômico, o Tenente-Brigadeiro Carlos Baptista Jr., Comandante da Força Aérea, disse que a instituição planeja ter até 70 unidades da aeronave. Na mesma entrevista, o Oficial-General também confirmou a entrega das quatro aeronaves. 

Veja mais Clicando Aqui.

 

ARTIGOS

Nesta semana postamos três artigos que falaram sobre diversos temas, incluindo um com o desenvolvimento técnico da winglet por Joe Clark, que marcou a história da aviação.

Joe Clark Winglet Boeing 737
Foto: API

O primeiro que com certeza vale a pena ler é sobre os tipos diferentes de winglets, e como Joe Clark mudou na época o design dos aviões da Boeing. Como muitos sabem, as winglets são mais do que um acessório, este componente possibilita uma maior economia de combustível somente explorando um conceito aerodinâmico, que varia em sua intensidade de acordo com o modelo.

Veja este artigo Clicando Aqui.

 

Avião Supersônico United Airlines BOOM
Foto: United/Divulgação

Em outro artigo analisamos o investimento da United Airlines nos aviões supersônicos. Foi uma divulgação inesperada e que nosso público conferiu amplamente no final de maio. No entanto, várias tecnologias precisam sair do laboratório para a vida real.

Veja este artigo Clicando Aqui.

 

XB-70 Valkyrie
O único XB-70 remanescente. preservado no Museu Nacional da Força Aérea dos EUA (NMUSAF) em Dayton, Ohio. Foto Will Haas/NMUSAF.

Em outro artigo, do nosso editor Gabriel Centeno, contamos como ocorreu há 55 anos o acidente que minou o projeto do grande bombardeiro XB-70, que estava sendo desenvolvido pelos Estados Unidos.

Veja este artigo Clicando Aqui.

 

 

Resumo com colaboração dos editores Gabriel Centeno, Gabriel Melo e Pedro Viana.